Acidente em mina deixa 37 mortos na República Centro-Africana

Trabalhadores estavam em túnel quando estrutura cedeu. Ainda há soterrados

Pelo menos 37 pessoas morreram após um acidente em uma mina de ouro localizada na cidade de Ndassima, pouco mais de 400 quilômetros ao leste da capital da República Centro-Africana, Bangui. O desmoronamento ocorreu no domingo, e foi consequência do mau tempo, segundo autoridades locais. Os trabalhadores estavam em um dos túneis da mina quando a estrutura do local cedeu.

Leia também:

Mali assina acordo de cessar-fogo com rebeldes tuaregues

“Temos muitos feridos e o número de 37 mortos é provisório”, disse o porta-voz do escritório presidencial, Prosper Ndouba, nesta segunda-feira. As equipes de resgate conseguiram retirar dez mineradores, mas ainda não informaram o número exato de pessoas que podem estar soterradas.

A República Centro-Africana é uma antiga colônia francesa rica em ouro e diamante. O país vem enfrentando décadas de instabilidade política. Em março, rebeldes assumiram o controle da capital Bangui e depuseram o presidente François Bozizé. Embora os guerrilheiros prometessem um governo de partilha de poder, o líder rebelde Michel Djotodia se autoproclamou chefe de estado e passou a administrar um governo interino desde então. O chefe de governo é o primeiro-ministro Nicolas Tiangaye.

Saiba mais:

A dimensão do perigo jihadista na África