Eleição na Câmara: derrota do PT é vitória para democracia

Emplacar Arlindo Chinaglia na presidência da Câmara é uma questão de sobrevivência política para a presidente Dilma. O pano de fundo dessa disputa são novas CPIs e até mesmo um eventual impeachment. A avaliação é do historiador Marco Antonio Villa, que conversa com Joice Hasselmann no 'Aqui Entre Nós'. Os dois ainda sugerem novos nomes para as refinarias do petrolão: Passadilma e Abreu e Lula.

Por VEJA.com
- Atualizado em


TAGs:
Lula
Petrolão
Impeachment
Câmara dos Deputados
CPI
PT
Graça Foster
Marco Antonio Villa

Mais recentes


Brasil