Afagos de Dilma ao PMDB se transformam em azia e má digestão

No encontro comandado pela presidente na tentativa de se reaproximar da base aliada, Renan Calheiros mandou recado: não vai sentar com Dilma para negociar. A lista do Procurador-Geral da República Rodrigo Janot ainda é aguardada. A farra das passagens aéreas para cônjuges de parlamentares não durou sequer uma semana. E Eike Batista, por enquanto, respira aliviado após processos mudarem de mãos na Justiça. Acompanhe as principais notícias desta terça com a equipe de reportagem de VEJA.

Por VEJA.com - Atualizado em