Culinária
Cozinha na sala de aula
 

O interesse crescente pela gastronomia
alimenta os cursos de culinária na capital

Nahara Bauchwitz

O gosto pela arte de cozinhar tem conquistado cada vez mais brasileiros. Em pesquisa nacional realizada pelo Ibope, metade dos entrevistados disse ter "fascínio pela culinária", e a maioria considerou a cozinha o ambiente mais importante da casa. Acompanhando esse fenômeno, a procura por cursos de gastronomia cresceu 60% nos últimos cinco anos. Essa tendência também se aplica ao Recife, que nesse período ganhou quatro novos cursos superiores nessa área, além de institutos de culinária. Quando foi implantado na Universidade Federal Rural de Pernambuco, em 2005, o curso de gastronomia e segurança alimentar atingiu a marca de 31,7 candidatos por vaga, a maior concorrência daquele ano. Hoje, mesmo passada a febre da novidade, o curso ainda se mantém como o segundo mais concorrido do vestibular. De acordo com os especialistas, tamanha procura se deve ao fato de o Recife ser o terceiro principal pólo gastronômico do país – atrás apenas do Rio de Janeiro e de São Paulo – e à instalação em Pernambuco de grandes resorts e hotéis, que exigem profissionais desse segmento.

Além da UFRPE, outras três faculdades já oferecem graduações em gastronomia no Recife. A Universidade Salgado de Oliveira tem um curso de dois anos de duração. Foi na Universo que o chef de cozinha e sushiman Carlos Faustino aprendeu a pesquisar novos temperos, testar sabores e pôr em prática todas as técnicas necessárias para trabalhar em um restaurante. "Eu era apenas auxiliar de sushiman e percebi que, se quisesse crescer, teria de estudar", diz. "No curso, aprendi como funciona a implantação de um restaurante e como montar uma equipe." O empenho e a determinação de Carlos renderam frutos, e ele acaba de inaugurar um restaurante japonês.

 

Fotos Leo Caldas/Titular
O engenheiro Roberto Pandolfi: fã dos cursos de gastronomia

Apesar de oferecer apenas cursos técnicos nesse setor, o Senac em Pernambuco é conhecido pela formação de cozinheiro e pelos cursos livres de curta duração. Por lá passaram grandes chefs como César Santos, do restaurante Oficina do Sabor, eleito duas vezes o melhor chef da capital pelo júri de VEJA Recife. Além do restaurante, César também comanda o Oficina de Chefs, uma escola que oferece cursos rápidos de culinária e enologia. "A idéia é atender não apenas as pessoas que querem atuar nessa área profissionalmente, mas todos os que têm paixão por gastronomia", explica César. É o caso de Roberto Pandolfi, engenheiro e empresário, que adora cozinhar para a família e os amigos. "Freqüento cursos rápidos porque acredito que existem detalhes que fazem a diferença", diz. "É importante, por exemplo, ter noção de quais ingredientes combinam entre si."

A exemplo de Roberto, o interesse dos homens por cursos de culinária e gastronomia é cada vez mais comum. Numa das escolas de culinária mais conhecidas do país, o Atelier Gourmand, de São Paulo, os homens preenchem 60% das vagas dos cursos à noite – durante a tarde a liderança é das donas-de-casa. Embora crescente, no Recife esse porcentual ainda é menor. "Eles representam 25% de nossa turma", explica Viviane Salazar, coordenadora do curso de hotelaria com ênfase em gastronomia da Faculdade Boa Viagem. Com a abertura de novos restaurantes e bares, cresce também a procura por consultores especializados. O Instituto de Gastronomia, criado há quatro anos e meio, oferece esse tipo de serviço. "Prestamos consultoria completa para pessoas que querem implantar um restaurante, desde o estudo de viabilidade até a elaboração do cardápio", diz Frederico Vasconcelos, presidente do instituto.

 

ONDE ESTUDAR

Faculdade Boa Viagem
Avenida Jean Emile Favre, 422, Ipsep,
3081-4444. www.fbv.br.
Oferece o curso de bacharelado em hotelaria com ênfase em gastronomia desde 2005. A formação é de quatro anos e já a partir do primeiro período o estudante tem aulas práticas na cozinha. A grade curricular inclui disciplinas como enologia e enogastronomia. Mensalidade: R$ 535,00.

Faculdade Mauricio de Nassau
Rua Guilherme Pinto, 400, Derby,
3413-4611. www.mauricionassau.br.
A graduação de gastronomia foi implantada neste ano e oferece 240 vagas. Entre as disciplinas, estão cozinhas européia, mediterrânea, asiática e brasileira. Mensalidade: R$ 423,59.

Instituto de Gastronomia
Rua Coronel Benedito Chavez, 182,
Boa Viagem,
3465-2457.
Existe há quatro anos e meio e serve de palco para as aulas práticas dos cursos de gastronomia da Universidade Salgado de Oliveira e da Universidade Federal Rural de Pernambuco. Oferece cursos diversos como massas, saladas, degustação de vinho – a partir de R$ 100,00.

Oficina de Chefs
Avenida Conselheiro Aguiar, 355, Galeria Porto Fino, Boa Viagem, 3325-0655 e 3328-6993. www.oficinadechefs.com.br.
A escola tem cozinha moderna, com dezesseis estações completas. Oferece cursos rápidos de saladas, cozinhas regional e tailandesa, tortas e panificação. Os preços variam de R$ 50,00 a R$ 80,00. Os cursos são ministrados por chefs renomados.


A escola do Senac já formou grandes chefs do Recife

Senac
Avenida Visconde de Suassuna, 500, Santo Amaro,
3413-6728/6729/6730. www.pe.senac.br
O Senac já formou grandes nomes da cozinha pernambucana, como César Santos, chef do restaurante Oficina do Sabor, e Antoninho Cabral, do restaurante Goya. O curso de formação técnica de cozinheiro tem duração de oito meses. Oferece ainda curso de garçom e cursos rápidos de culinária japonesa, sobremesas geladas, serviços de lanchonete, molhos e saladas, culinária regional, preparação de bolos e tortas, entre outros. Preço: R$ 400,00 o curso de cozinheiro.

Universidade Federal Rural de Pernambuco
Avenida Dom Manoel de Medeiros, s/nº, Dois Irmãos (departamento de Tecnologia Rural), 3320-6284. www.ufrpe.br.
O curso abre quarenta vagas por ano. O aluno tem disciplinas como microbiologia dos alimentos e aulas práticas de cozinhas brasileira, asiática e de outras partes do mundo.

Universidade Salgado Oliveira (Universo)
Avenida General Mac Artur, 1610, Imbiribeira,
3472-4896. www.universo.edu.br.
O curso de gastronomia, gestão e operação dura dois anos. Foi o primeiro de nível superior em gastronomia no Nordeste. Entre as disciplinas: cozinhas asiática e internacional e história da gastronomia. Mensalidade: R$ 447,75.

 

Um luxo de cozinha

Os utensílios que dão água na boca de qualquer gourmet  

 
Liquidificador, espremedor de frutas e processador Ariete
Preço: R$ 599,00
Onde: Jurandir Pires  
Miniadega climatizada Easy Cooler,
com capacidade para dezoito garrafas
Preço: R$ 1 390,00
Onde: Spicy  
Avental Cozinheiro Imaginarium
Preço: R$ 39,00
Onde: Imaginarium  
Cafeteira para expresso Café Chic Ariete.
Prepara ainda chá, chocolate quente e cappuccino
Preço: R$ 720,00
Onde: Empório da Cozinha
Panificadora Bello Pane Britania.
Prepara diversos tipos de pães, de até 1 400 gramas. Acompanha livro de receitas
Preço: R$ 379,00
Onde: Tok&Stok  
Porta-temperos e porta-papel-toalha e filme de aço cromado
Preço: R$ 300,00
Onde: Todeschini Home
Balança Plenna de vidro. Para até 2 quilos
Preço: R$ 218,00
Onde: Spicy
Porta-guardanapos Riva.
Feito de aço inox Riva
Preço: R$ 177,90 (seis peças)
Onde: Kasak
Chaleira francesa Le Creuset
De inox e ágata, comporta até 2 litros.
Preço: R$ 210,00
Onde: Empório da Cozinha  

 

Onde comprar

Empório da Cozinha
Shopping Center Recife, 3464-6306.
10h/22h (seg. a sáb.); e 12h/20h (dom.).
Mais um endereço.

Imaginarium
Shopping Center Recife, 3326-6292.
10h/22h (seg. a sáb.); e 12h/20h (dom.).

Jurandir Pires
Shopping Center Recife, 3326-1435.
10h/22h (seg. a sáb.); e 12h/20h (dom.).
Mais um endereço.

Kasak
Shopping Center Tacaruna, 3421-5665.
9h/22h (seg. a sáb.); e 12h/20h (dom.).

Spicy
Shopping Center Recife, 3326-1731.
10h/22h (seg. a sáb.); e 12h/20h (dom.).

Todeschini Home
Avenida Conselheiro Aguiar, 3114, Boa Viagem,
3465-4755. 9h/19h (seg. a sex.); e 9h/13h (sáb.).

Tok&Stok
Shopping Center Recife, térreo, 3467-5661.
10h/22h (seg. a sáb.); e 12h/20h (dom.).

 
voltar