Roberto Jefferson

Perfil

NOME Roberto Jefferson

IDADE

PROFISSÃO/CARGO Advogado; ex-deputado federal; presidente do PTB

PARTIDO PTB

Escândalos
Confira em que escândalos esse personagem se envolveu – e sua participação em cada um
  • Escândalo do Mensalão
    • Envolvimento

      Acuado pela revelação, por VEJA, do esquema de corrupção operado nos Correios por seus afilhados políticos, Jefferson decidiu que não cairia sozinho. Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo no dia 6 de junho de 2005, revelou ao país que o governo federal pagava deputados para que votassem de acordo com os interesses do Planalto. O Brasil descobria ali o escândalo do mensalão. Durante a CPI dos Correios, ele apontou José Dirceu como chefe do esquema de compra de votos de parlamentares. Na ocasião, Jefferson era deputado federal e presidente do PTB - partido que integrava a base aliada. O ex-parlamentar não apenas denunciou o esquema como o integrou, chegando a embolsar 4 milhões de reais do PT.

      O que aconteceu

      O petebista foi cassado por quebra de decoro parlamentar pela Câmara em 2005. Aposentado pela Casa, recebe 8.800 reais mensais. Pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, foi condenado pelos ministros do Supremo Tribunal Federal a sete anos e 14 dias de prisão - a pena, portanto, o livra de cumprir a sentença em regime fechado -, além de multa de 746,2 mil reais. Foi beneficiado com redução da pena por ter sido o delator do esquema. Em 21 de fevereiro de 2014, o STF determinou a prisão do ex-deputado. Na segunda-feira seguinte, quando o mandado foi formalmente expedido, Jefferson entregou-se à Polícia Federal.

      O ex-deputado foi o último condenado do mensalão, com pena de prisão, a ter a reclusão ordenada pelo STF. Ele chegou a pedir para cumprir a pena em regime domiciliar, alegando que precisa se recuperar da retirada de um câncer no pâncreas com dieta específica e medicamentos. Laudo solicitado pela Justiça disse que a situação de saúde de Jefferson permitia o cumprimento da pena em presídio comum, como os outros condenados do mensalão 

      Entenda o escândalo

      Atualizado em 24/02/2014

  • Corrupção nos Correios
    • Envolvimento

      O ex-deputado federal foi apontado como chefe do esquema de corrupção nas estatais. Acuado pelas revelações de VEJA, decidiu trazer à tona o escândalo do mensalão, disparando denúncias contra grandes figurões do PT, em especial do ex-deputado José Dirceu. Na ocasião, Jefferson era do PTB - partido que integrava a base aliada do governo Lula.

      O que aconteceu

      Terminou cassado pelo plenário da Câmara por quebra de decoro parlamentar, em 2005. Apesar de ter confessado o recebimento de 4 milhões de reais de dinheiro sujo do mensalão, Jefferson foi cassado por não ter provado as denúncias que fez. O ex-deputado também nunca revelou a quem entregou o dinheiro. Em 2008, foi denunciado à Justiça pelo Ministério Público por formação de quadrilha. 

      Entenda o escândalo

      Atualizado em 17/04/2012

  • Caso Collor
    • Envolvimento

      Foi o líder da chamada "tropa de choque", um grupo de parlamentares dispostos a defender Collor a qualquer preço nos meses que antecederam o impeachment. Era então um jovem deputado eleito pelo PTB no Rio de Janeiro. Foi acusado de manter ligações com PC Farias e ficou famoso por seu estilo agressivo. Por diversas vezes, chegou a convidar deputados da oposição a trocar socos em plena CPI - um de seus principais desafetos era José Dirceu, o petista que voltaria a ser alvo de sua artilharia anos mais tarde.

      O que aconteceu

      Jefferson se reelegeu deputado sucessivamente. Em 2004, como presidente do PTB, anunciou o apoio da legenda a vários candidatos do PT nas eleições municipais. O partido se integrava, assim, à base aliada do governo Lula, com vistas à campanha de reeleição, em 2006. O casamento acabou mal. No dia 6 de junho de 2005, Jefferson concedeu entrevista em que acusava o governo de pagar a deputados para votar conforme os interesses do Planalto. O Brasil descobria ali o escândalo do mensalão. A declaração foi dada três semanas após VEJA divulgar um vídeo em que um funcionário dos Correios ligado a Jefferson aparecia recebendo propina - e ainda dizendo que agia sob sua orientação. Durante a CPI dos Correios, Jefferson apontou Dirceu como chefe do esquema de compra de votos de parlamentares. O petebista foi cassado por quebra de decoro parlamentar pela Câmara em 2005. Hoje, é um dos réus no processo aberto pelo STF para julgar os envolvidos no mensalão, respondendo pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva. Reassumiu a presidência do PTB, da qual se afastou em 2005, em setembro de 2011.

      Entenda o escândalo

      Atualizado em 17/04/2012

Ligações
A cada escândalo, uma rede de contatos
Untitled Document
Edição: Carolina Farina e Daniel Jelin     Reportagem: William Magalhães     Design: Sidclei Sobral     Programação: Caroline Rozendo e Lucas Dantas
Compartilhar
 

Serviços

 

Assinaturas



Editora Abril Copyright © Editora Abril S.A. - Todos os direitos reservados