Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Zagueiro pede alegria para Verdão tirar saco de batatas das costas

A pressão pela conquista de um título, que não vem desde o Campeonato Paulista de 2008, voltou a assombrar o Palmeiras depois da eliminação nas quartas de final do Estadual deste, após derrota por 3 a 2 para o Guarani. Para o zagueiro Maurício Ramos, a responsabilidade por bons resultados não pode fazer com que o time fique nervoso dentro de campo, e uma mudança neste sentido já é esperada para o jogo desta quarta-feira, contra o Paraná, em Curitiba, pelo duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.

‘Temos que ter alegria e vontade de vencer. A alegria que eu falo é no aspecto entrar em campo e não errar. Estamos entrando com um saco de batatas nas costas, e temos que tirar esse saco e jogar como na várzea, um ajudando ao outro. Estamos chateados pela eliminação, mas temos que jogar feliz e fazer o nosso melhor na Copa do Brasil’, disse o defensor.

O inusitado exemplo utilizado por Maurício Ramos tem como objetivo resgatar o poder de reação do Palmeiras, que não foi mostrado no duelo contra o Guarani, no qual o time sofreu dois gols em um curto intervalo de tempo no segundo tempo e acabou não conseguindo reverter a desvantagem.

‘O time ficou intranquilo a partir do momento em que saiu atrás contra o Guarani. Todo mundo passou a querer resolver o jogo, e acabamos não conseguindo evitar a derrota, mas o jogo com o Guarani já foi e agora temos que tirar lições para o jogo contra o Paraná’, declarou o zagueiro, que voltou a ser titular e fez dupla com Henrique no duelo com a equipe campineira, preterindo assim o concorrente Leandro Amaro.

Mesmo após a derrota, a tendência é que a dupla de zaga seja mantida pelo técnico Luiz Felipe Scolari contra o Paraná. Os desfalques da equipe para o jogo em Campinas são o lateral direito Artur, o lateral esquerdo Fernandinho, o volante Chico e os atacantes Luan e Maikon Leite.