Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Zagueiro alemão sofre acidente e pode ficar fora da Copa

Carro em que Höwedes estava fazia parte de ação publicitária da Mercedes

Uma ação publicitária da seleção alemã em parceria com a Mercedes-Benz acabou nesta terça-feira com duas pessoas no hospital. O acidente aconteceu no norte da Itália, em Val Passiria, onde a seleção alemã inicia sua preparação para a Copa. Pilotos profissionais levavam jogadores como passageiros. Um dos carros, conduzido por Pascal Wehrlein, piloto de desenvolvimento da Mercedes, levava o zagueiro Benedikt Höwedes e atropelou duas pessoas em uma via estreita, segundo comunicado da Mercedes-Benz.

Leia também:

Vândalos atacaram sede da seleção alemã para protestar contra Copa do Mundo

Alemanha mostra camisa da Copa inspirada no Flamengo

Pré-convocado pelo técnico Joachim Löw, Höwedes, do Schalke 04, pode ficar fora do Mundial. O zagueiro foi levado de helicóptero a um hospital na cidade de Tirol do Sul e passa bem, Wehrlein também foi levado ao hospital. A Federação Alemã (DBF) confirmou que havia duas pessoas feridas. Em outro carro, estavam o piloto de Fórmula 1 Nico Rosberg e o meio-campista do Schalke 04, Julian Draxler.

Leia também:

Alemanha desaprova hotéis e decide erguer casa na Bahia

Com Müller e Draxler, Alemanha lança uniforme para 2014

Baixas – A Alemanha estreia na Copa no dia 16 de junho contra Portugal, na Bahia. Caso Höwedes não tenha condições de atuar, será a segunda baixa da seleção. O meia Ilkay Gündogan, do Borussia Dortmund, também está fora por causa de uma lesão na coluna cervical.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Habilitação – O técnico da seleção alemã, Joachim Löw, teve a habilitação suspensa em seu país por dirigir em alta velocidade e falar ao celular. “Admito que às vezes dirijo rápido demais. Sei que preciso me controlar e já aprendi a lição. Vou mudar minha forma de dirigir. Agora não há volta, tenho que lidar com as consequências disso”, declarou o treinador alemão em comunicado da Federação. A punição é de seis meses e foi tomada por acúmulo de infrações no trânsito. O treinador, de 54 anos, é reincidente. Em 2006, teve a licença cassada por quatro semanas também por conduzir veículos em alta velocidade.

(Com agência Gazeta Press)