Volta do bom humor marca a ansiedade de Luis Fabiano pela estreia

O Luis Fabiano que desembarcou no CCT da Barra Funda no fim de março após sete anos longe, fazendo positivos a quem o visse e com um frequente sorriso no rosto deu lugar a um atleta que pouco dava as caras. Os problemas em um tendão próximo ao joelho direito tiraram a alegria do centroavante. Mas o riso está de volta em forma de contagem regressiva para sua reestreia no domingo, contra o Flamengo, no Morumbi.

No primeiro treino com portões abertos desde a confirmação de sua participação no próximo jogo do São Paulo, o centroavante fez questão de aparecer. Provocou e brincou com os colegas durante atividade em campo reduzido e, ao fim dela, cantava e gritava, ciente de que era ouvido, na sala da assessoria de imprensa enquanto o colega Denílson dava entrevista coletiva. Manteve o ritual mesmo sem ninguém ao microfone.

O atacante foi um dos últimos a deixar o CCT. Às gargalhadas, gravou o vídeo que veiculou em seu Twitter demonstrando a ansiedade para enfrentar o Flamengo e esboçou ainda mais felicidade ao ouvir de um segurança que restavam menos de 20 mil ingressos para sua estreia.O quadro é bem diferente do que marcou o jogador após duas tentativas frustradas de jogar, no fim de abril e no início de maio por pressão do presidente Juvenal Juvêncio, e a confirmação, há quase cinco meses, da operação que retirou o tendão que não o deixa atuar desde o início de março, pelo Sevilla. Quando o camisa 9 começava a reaparecer em entrevistas e ações publicitárias, em julho, veio a notícia de que seria necessária uma cirurgia plástica para corrigir a cicatrização da primeira intervenção.

Os médicos garantiram que o centroavante não demonstrava receio e se sentia mais preocupado com seus cachorros que viajaram da Espanha para o Brasil. Mas funcionários do clube que lidaram com ele diariamente em sua recuperação admitem que o jogador mais caro do futebol brasileiro em 2011, trazido por mais de R$ 17 milhões e apresentado diante de 45 mil pessoas no Morumbi há seis meses, estava cabisbaixo.

A situação só melhorou na semana passada, embora Luis Fabiano mostrasse certa tensão em meio às dúvidas sobre sua utilização nos empates com Corinthians e Botafogo. Mas bastou a confirmação de que enfrentará o Flamengo no próximo fim de semana para o seu estilo extrovertido aparecer de novo, com direito a ?adoção’ de atletas mais novos, principalmente Lucas, como alvos de suas gozações.

O artilheiro já contagia o elenco. ‘Sempre fui tímido para falar. Mas o Fabuloso é uma alegria a mais. Ver um companheiro sofrendo, operando duas vezes e hoje comemorando gol até em jogo-treino é bacana’, contou o volante Wellington, que não cansa de frisar sua idolatria ao astro.

‘É difícil saber o que se passa na cabeça dele, mas acho que está ansioso porque quer voltar a jogar o mais rápido possível. Só espero que esteja tranquilo, porque ansiedade é normal. E que ele volte com gol’, completou o camisa 5, que prefere quase sempre chamar Luis Fabiano pelo apelido de Fabuloso que o caracterizou em sua primeira passagem pelo Tricolor, entre 2001 e 2004.

O desafio é deixar o goleador à vontade diante de tanta expectativa. ‘Esses dias devem demorarbastante principalmente para ele, que passou por lesão durante mais de seis meses. É só começar a treinar em dois períodos mesmo para correr mais e os dias vão passar mais rápido. Só assim para o domingo chegar o mais rápido possível’, receitou Denílson, em meio a elogios pelo profissionalismo do companheiro ao tratar da contusão.