Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Volantes do São Paulo prometem correr pelo ‘artilheiro que faltava’

Dagoberto já fez 20 gols e deu 14 assistências na temporada, mas os jogadores do São Paulo, assim como a torcida e a diretoria, sempre ansiavam por alguma referência no ataque. Com a estreia de Luis Fabiano contra o Flamengo, no domingo, os volantes, que devem perder um colega no meio-campo para a entrada do centroavante, prometem sacrifício extra para que o camisa 9 converta as muitas chances que o time cria e não consegue colocar nas redes.

‘Com a volta do Luis Fabiano, teremos o que estava faltando para nós: um artilheiro’, admitiu Denilson. ‘Todo sacrifício é válido, principalmente com a volta dele, que é diferenciado e pela qualidade que tem, tudo que conquistou. Espero ajudar na marcação e na criação para que ele possa ter tranquilidade e fazer o que sabe: gols’.

O centroavante aceita a responsabilidade. ‘A importância da minha volta vamos ver no decorrer do campeonato. Espero voltar bem, ajudando o time. Ser aquela peça que faltava. Quero ajudar o São Paulo com a minha experiência e vontade’, disse Luis Fabiano, já apontado até pela diretoria como essencial na busca pelo título brasileiro.

Em 26 rodadas do torneio, o Tricolor marcou os mesmos 41 gols do líder Vasco, só tendo um ataque menos positivo do que Coritiba, Internacional e Flamengo. Apesar disso, os erros nas finalizações comprometeram o time no início da passagem de Adilson Batista e impediram a equipe de atingir a primeira colocação.’Temos bons jogadores na frente, mas, infelizmente, os gols não estão saindo. O Fabuloso tem qualidade e calma para fazer o gol. Espero que ele seja feliz na hora de guardar todas’, apontou Wellington, bastante motivado por fazer o astro tornar o setor mais ofensivo ao lado de Dagoberto e Lucas.

‘Ele vai acrescentar muito. O adversário, quando ver o Luis Fabiano lá na frente, vai pensar duas vezes antes de dar a chegada ou sair jogando. Vai ser muito diferente, será um peso maior. Vou correr por ele, Dagoberto e Lucas’, comprometeu-se o volante.

Os meio-campistas só não demonstram tanto entusiasmo ao falar de quem perderá a vaga entre os titulares com a entrada de Luis Fabiano. Contra o Flamengo, o maior candidato a sair é Cícero caso Dagoberto cumpra a previsão dos médicos e se recupere de dores no joelho direito para entrar em campo.

O mais provável é que Adilson Batista, sem Piris, suspenso, desloque Wellington para a lateral direito e forme o meio-campo com Denílson, Carlinhos Paraíba, Casemiro e Lucas. Um marcador, contudo, deve ser sacado quando Piris retornar à equipe. Carlinhos Paraíba e Wellington são os mais cotados.

‘A disputa é boa. O treinador deve ter na cabeça dele o time que prefere e estou muito tranqüilo. Vim para o Brasil para jogar e ajudar o São Paulo a ser campeão. Isso é o mais importante’, discursou Denilson, emprestado pelo Arsenal, da Inglaterra, desde junho.