Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vila Olímpica recebe 600 novos trabalhadores em ‘força-tarefa’

Reclamações dos australianos surtiram efeito: encanadores, eletricistas e trabalhadores da área de limpeza foram enviados para solucionar os problemas

A onze dias do início dos Jogos Olímpicos, o clima no entorno da Vila Olímpica reúne, ao mesmo tempo, esperança e preocupação. Um dia depois que a delegação australiana denunciou as precárias condições dos apartamentos em que seriam instalados e de membros da equipe argentina classificarem as instalações como ‘inabitáveis’, a organização da Rio 2016 está montando uma força-tarefa para limpar as acomodações da Vila e, consequentemente, a imagem da Cidade Olímpica. Até a próxima quinta-feira, 630 funcionários – entre encanadores, auxiliares de serviços gerais e eletricistas -, trabalharão durante 24 horas, em esquema de plantão, para sanar os problemas apontados pelas delegações que já habitam o complexo.

As reformas estão sendo feitas às pressas para atender às equipes, mas segundo a assessoria de imprensa da Rio 2016, este tipo de problema, embora não seja o desejado, é comum. “Os problemas que estamos resolvendo são de manutenção, não são questões estruturais. Os argentinos, que reclamaram conosco, estão sendo atendidos, assim como as outras delegações, mas não deixaram a Vila Olímpica”.

Até o início desta segunda, 1600 pessoas, das quais 400 atletas, já estavam instaladas nos apartamentos dos 32 prédios. Até o fim do dia a expectativa é de que novas equipes, totalizando 115 delegações, desembarquem por aqui.

LEIA TAMBÉM:
Austrália rebate Paes: ‘Precisamos de encanadores, não cangurus’

Enquanto os funcionários contratados às pressas não chegavam, outras delegações foram abrindo a carteira para tentar diminuir os danos físicos e o desgaste emocional para seus atletas. As delegações da Holanda, Itália e Estados Unidos contrataram serviços terceirizados para completarem o serviço. Em entrevista à Rede Globo, a síndica da Vila, Janeth Arcain, chegou a duvidar da veracidade das fotos divulgadas após a revolta australiana, ainda no domingo. À tarde, a saída do diretor da Vila, Mário Cilenti, era dada como certa nos bastidores da organização. Mas ele participou de reuniões mornamente e, efundo o Comitê Organizador, será mantido no cargo.

Parte da delegação brasileira que já fez o check In na Vila também acabou sendo obrigada a mudar de apartamento em virtude da falta de estrutura de alguns imóveis, como a equipe de hóquei sobre a grama. Dos 465 integrantes da comitiva do Brasil, cerca de 60 já entraram na Vila.

Os problemas na precariedade das instalações, na verdade, começaram há duas semanas, fora da Vila Olímpica. Agentes da Força Nacional, responsável pela segurança interna de todas as arenas da Olimpíada, protestaram contra as condições insalubres dos apartamentos do condomínio popular também em Jacarepaguá e contra a falta de pagamento das diárias prometidas. Os militares chegaram a ameaçar abandonar o evento e voltar para seus estados de origem, mas após algumas reuniões (e de terem o pagamento normalizado) eles desistiram.

Soldado do Exército faz a segurança nos arredores do Parque Olímpico da Rio 2016

Soldado do Exército faz a segurança nos arredores do Parque Olímpico da Rio 2016 (Pilar Olivares/Reuters)

(com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Agora ja e tarde. A vergonha ja esta nos jornais do mundo inteiro. So passo vergonha com o Brasil. Meu amigos estrangeiros de trabalho ficaram me zuando e falando mal do Brasil.

    Curtir

  2. Sergio Campos

    “Isto é uma vergonha” (Casoy)

    Curtir

  3. Olivio Antonio dos Santos

    Já começamos mal.Imagine o que nos espera durante os eventos e que surpresa temos ainda a oferecer a nossos visitantes!…
    O Brasil já não impressiona mais nos esportes, beira o caos com uma economia falida e uma administração pública precária, regada de denúncias de roubos, corrupções e desvios de verbas públicas

    Curtir

  4. Napoleao Gomes

    Obras superfaturadas construídas com nosso dinheiro através do BNDES serão privatizadas c/ preço superfaturado através do BNDES com nosso dinheiro…

    Curtir