Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vasco e Cruzeiro fazem choque de líderes em São Januário

Vasco e Cruzeiro fazem um choque de líderes do Campeonato Brasileiro neste sábado, às 18h30(de Brasília), em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), em duelo válido pela sexta rodada da competição. Os dois times estão invictos e fazem grande campanha. O Cruz-maltino, que vem de empate por 1 a 1 com o Palmeiras, lidera com 13 pontos, dois a mais que a Raposa, que ganhou seus três últimos compromissos, sendo o mais recente por 1 a 0, diante do Figueirense. A expectativa é de um grande público.

Nas vésperas do confronto, tido como uma das primeiras partidas com caráter decisivo desta edição do Brasileirão, os jogadores dos dois times trataram de tentar adivinhar como que o rival vai se comportar. Na visão dos vascaínos, quase que por unanimidade, o time vai duelar contra uma forte retranca armada pelo comandante do Cruzeiro, Celso Roth.

‘Como o Celso Roth é o técnico do Cruzeiro com toda a certeza teremos um adversário competitivo pela frente. Ele costuma acertar muito bem os seus times na defesa e depois pensar em atacar com qualidade, sem correr riscos. Vamos enfrentar um rival com consistência defensiva e que pode nos criar sérios problemas neste confronto, mesmo em São Januário’, analisou o goleiro Fernando Prass.

Já o volante Leandro Guerreiro acredita que o Cruzeiro terá que superar a pressão que o adversário vai tentar impor pelo fato de jogar em casa, contando com o apoio dos torcedores.

‘Jogar em São Januário nunca é fácil, ainda mais quando o time do Vasco está fazendo uma grande campanha e conta com o apoio dos seus torcedores, que gritam bastante e empurram o time para a vitória. Vamos precisar estar equilibrados e sabendo muito bem o que fazer dentro de campo para não deixar a pressão do adversário nos atrapalhar. Principalmente porque estamos fazendo uma grande campanha e precisamos do resultado positivo’, disse Leandro Guerreiro, conhecedor do futebol carioca por ter defendido o Botafogo por vários anos.

Realmente, o apoio da torcida é um dos trunfos do Vasco na luta por essa vitória.

‘A nossa expectativa é de São Januário cheio, com a torcida incentivando bastante e nos empurrando para mais um resultado positivo. Sabemos que não vamos encontrar facilidades nesta partida, o Cruzeiro vem fazendo uma grande competição e também busca a vitória. Por isso não podemos abrir mão de nada que esteja a nosso favor e a força de nossos torcedores é uma arma importante’, disse o atacante Eder Luis.

Em relação a expectativas, na visão de Celso Roth o duelo tem tudo para ser um dos mais empolgantes do Brasileirão e fez rasgados elogios ao time do Vasco.

‘Eles vivem um momento mágico. A impressão que dá é que os jogadores se gostam, o time está muito entrosado. Vai ser um jogo muito difícil, é um clássico. Tem tudo pra ser um grande jogo. Espero que o Cruzeiro faça um grande jogo. Tem tudo para ser o jogo da rodada. Estamos nos preparando para isso. Simplesmente é um jogo do time que está em primeiro contra o que está em segundo’, disse Roth.

Sobre os times que vão a campo, o técnico do Vasco, Cristóvão Borges, se frustrou na expectativa de manter a formação que vinha jogando. Isso porque o meia Juninho Pernambucano continua com um quadro de gripe muito forte e por isso acabou sendo vetado pelo departamento médico. Dessa maneira, o volante Fellipe Bastos ganha uma oportunidade de começar jogando.

Pelo lado do Cruzeiro, o lateral Diego Renan, com dores musculares na coxa direita, foi vetado. Nesse caso, o zagueiro Leo será deslocado para a lateral direita e o uruguaio Victorino entrará na zaga. No meio-de-campo uma dúvida de ordem tática: o volante Willian Magrão pode ser aproveitado logo de início, deixando o experiente Souza no banco de reservas.

FICHA TÉCNICA

VASCO-RJ X CRUZEIRO-MG

Local:São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 23 de junho de 2012 (Sábado)

Horário: 18h30(de Brasília)

Árbitro:André Luiz Freitas Castro (GO)

Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Fábio Pereira (TO)

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Dedé, Rodolfo e Felipe; Rômulo, Nilton, Fellipe Bastos e Diego Souza; Eder Luis e Alecsandro

Técnico: Cristóvão Borges

CRUZEIRO: Fábio, Leo, Victorino, Mateus e Everton; Leandro Guerreiro, Charles, Willian Magrão (Souza) e Montillo; Fabinho e Wellington Paulista

Técnico: Celso Roth