Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

UFC: Maurício Shogun perde por decisão dos juízes para Gustafsson

Ben Henderson vence Nate Diaz e continua com cinturão dos leves

O americano Ben Henderson continua como campeão dos leves do UFC. Na madrugada deste domingo, em Seatle, nos Estados Unidos, Henderson venceu Nate Diaz por decisão unânime dos juízes e continua com o cinturão. Na segunda luta mais importante da noite, o brasileiro Maurício Shogun perdeu para o sueco Alexander Gustafsson, que agora deve enfrentar o campeão Jon Jones, entre os meio-pesados. Em seu retorno ao octógono, o americano BJ Penn, 33 anos, demonstrou falta de ritmo de luta e perdeu para Rory MacDonald por decisão dos juízes. No card preliminar, o brasileiro Raphael Assunção venceu Mike Easton, também por decisão dos juízes.

Leia também:

Em 1998, Belfort lutou no primeiro UFC no país, em ginásio

O dilema do UFC: respeitar o esporte ou priorizar o show?

Sem adversários nos médios, Anderson planeja ano de shows

O primeiro round da principal luta da madrugada deste domingo foi bastante técnico. Nate Diaz e o campeão Ben Henderson se alternaram na grade, sem muita trocação. No segundo assalto, Henderson foi mais inteligente e conseguiu bons golpes contra o rival, mas não foi o suficiente para encerrar a luta. Nate Diaz não impôs seu ritmo de luta e seguiu provocando Ben Henderson, para tentar tirar a concentração do rival. O campeão foi superior em todos os rounds, seguindo sua estratégia de pontuar com quedas e bons golpes em pé. Faixa preta de jiu-jitsu do brasileiro Cesar Gracie, Nate Diaz tentou levar a luta para o chão, mas foi Henderson quem quase conseguiu a finalização e aproveitou melhor o ground and pound. Depois de cinco rounds bem parecidos, os juízes deram a vitória para Ben Henderson, que conseguiu sua segunda defesa de cinturão.

Leia também: Jon Jones planeja próximos passos da carreira (longe de Anderson) UFC dá um carro de 930.000 reais de presente a Anderson UFC em SP: clima já esquenta entre Vitor Belfort e Bisping

Antes disso, o sueco Alexander Gustafsson venceu Maurício Shogun e é o próximo desafiante de Jon Jones, campeão meio-pesado. O brasileiro sofreu com a maior envergadura de Gustafsson no primeiro round. O sueco acertou bons golpes e sangrou o rival logo nos minutos iniciais. Mas Shogun voltou mais agressivo no segundo round, buscando o combate em pé. Faltou pouco para o brasileiro acertar o tempo e conseguir encaixar um golpe certeiro. Com o rosto bastante machucado, Shogun continuou tentando o combate em pé, enquanto Gustafsson insistia no jogo de chão, procurando o ground and pound, e pontuando com alguns golpes. Nos minutos finais do terceiro round, o brasileiro não conseguia defender as quedas e o sueco abusava dos socos e joelhadas. A luta foi para a decisão dos juízes, que foram unânimes na vitória para o sueco Alexander Gustafsson.

BJ Penn – Em uma das lutas mais esperadas desta madrugada, o apoio da torcida não foi suficiente para BJ Penn. Depois de mais de um ano longe do octógono, o americano de 33 anos foi completamente dominado pelo canadense Rory MacDonald, entre os meio-médios. Penn até começou melhor nos primeiros minutos, mas logo MacDonald tomou conta do combate. O canadense foi mais agressivo e chegou perto de nocautear Penn, que passou maior parte dos três rounds tentando se defender. Rory Macdonald conseguiu sua quarta vitória consecutiva e pediu uma revanche contra Carlos Condit, sua única derrota, em junho de 2010. ˜Esse cara me humilhou alguns anos atrás. Quero uma revanche contra Carlos Condit.˜ Na primeira luta do card principal, Matt Brown conseguiu uma boa sequência de socos e nocauteou Mike Swick no segundo round.

No card preliminar, o brasileiro Raphael Assunção conseguiu sua terceira vitória consecutiva no UFC. O brasileiro de 30 anos venceu Mike Easton por decisão dos juízes. Nas outras lutas, Yves Edwards nocauteou Jeremy Stephens no primeiro round, Ramsey Nijem venceu Joe Proctor por decisão, Daron Cruickshank nocauteou Henry Martinez no segundo round, Abel Trujillo venceu Marcus LeVesseur por nocaute técnico no segundo round, Dennis Siver venceu Nam Phan por decisão dos juízes e Scott Jorgensen finalizou John Albert no primeiro round.