Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

UFC 149: estreante é aposta para enfrentar Anderson Silva

O cubano Hector Lombard tem 31 vitórias, 17 nocautes, e uma derrota

Aos 37 anos e com ainda três lutas em contrato com o UFC, o campeão Anderson Silva já venceu os principais nomes da sua categoria e complicou a escolha do seu próximo adversário. Mas um estreante no UFC neste fim de semana pode ser o novo rival do brasileiro. O próprio presidente da franquia diz que o cubano Hector Lombard é tido como o possível desafiante de Anderson Silva. Mas ele precisa vencer Tim Boetsch neste sábado no UFC 149, em Calgary, no Canadá. “Hector Lombard fará sua estreia no UFC, vamos ver o que acontece”, disse Dana White, na semana passada, depois da vitória de Chris Weidman, que pediu para lutar contra Anderson.

Leia também:

Leia também: Candidato a rival de Anderson provoca, ‘Eu o finalizaria’

Hector Lombard, 34 anos

Hector Lombard, 34 anos (VEJA)

Especialista em judô, Hector Lombard começou a treinar quando tinha dez anos e foi campeão em vários torneios cubanos na adolescência. Em 2000, esteve na Olimpíada de Sidney, Austrália, continuou treinando no país e começou sua carreira no MMA, em 2004. Sua primeira luta foi contra Michael Grunindike, vencida por decisão dos juízes. O cubano naturalizado australiano já passou por torneios conhecido como Pride, de onde vêm suas duas derrotas, e foi contratado como campeão do Bellator (talvez o maior concorrente do UFC). Assim como Anderson Silva, sua última derrota foi em 2006 – para o armênio Gegard Mousasi, por decisão dos juízes. Leia também: Após derrotas, Chael Sonnen já cogita mudar de categoria Com 1,75 metro e muita massa muscular, 84 quilos, Hector Lombard tem um estilo agressivo, com socos rápidos e pesados: de 31 vitórias, 17 foram por nocaute. Mas num possível combate contra Anderson Silva terá dois problemas a superar – sua menor envergadura e o excelente reflexo e poder de esquiva do brasileiro. Assim como nos confrontos contra Chael Sonnen, o brasileiro precisará treinar defesas de queda, já que, além do judô, o cubano também é faixa preta em jiu-jitsu. Antes de sonhar com Anderson, Lombard precisa superar um adversário difícil neste sábado: Tim Boetsch tem quinze vitórias e quatro derrotas em seu cartel, e também tem em seus planos uma chance para disputar o título.