Turco leva o ouro na primeira prova dos 200m pós-Bolt

Ramil Guliyev aproveita ausência do jamaicano, deixa favoritos para trás e fatura a vitória no Campeonato Mundial de atletismo em Londres

A ausência de Usain Bolt na prova dos 200m no Campeonato Mundial de Atletismo, em Londres (ING), foi bem aproveitada pelo turco Ramil Guliyev. Nesta quinta-feira, o atleta deixou seus concorrentes para trás e faturou a medalha de ouro na final, no Estádio Olímpico, ao marcar o tempo de 20s09.

Desta forma, Guliyev quebra uma longa sequência de Bolt. O velocista de 30 anos foi o campeão nos 200m em todas as edições dos Jogos Olímpicos e Campeonatos Mundiais entre 2008 e 2016 – foram sete títulos. Em Londres, no entanto, o jamaicano optou por não disputar esta distância, para se focar nos 100m (na qual ficou com o bronze) e no revezamento 4x100m, neste sábado, que será sua última prova da carreira.

Guliyev, de 27 anos, não era o favorito para a vitória. Ele, inclusive, nunca havia conquistado uma medalha em grandes competições. No ano passado, na Olimpíada Rio-2016, ele foi à final dos 200m, mas terminou em oitavo lugar. A conquista do ouro é, sem dúvida, o maior resultado na carreira do corredor.

Os dois principais candidatos à vitória eram o sul-africano Wayde van Niekerk (campeão olímpico e mundial nos 400m) e Isaac Makwala, de Botswana. O primeiro acabou com a medalha de prata, ao marcar o tempo de 20s11 – o bronze ficou com Jereem Richards, de Trinidad e Tobago, também com a marca de 20s11, mas que terminou um milésimo de segundo atrás.

Makwala, por sua vez, ficou fora do pódio, em sexto lugar, com o tempo de 20s44. O resultado vem na sequência de uma semana conturbada para o velocista de 30 anos, que quase não disputou a prova devido a problemas estomacais e teve de disputar a eliminatória sozinho.