Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Torcedor confessa ter atirado vaso sanitário de estádio no Recife

Everton Felipe Santiago de Santana, de 23 anos, confirmou que atirou, com a ajuda de duas pessoas, um vaso sanitário da arquibancada do Estádio do Arruda, matando um integrante da torcida adversária

O torcedor Everton Felipe Santiago de Santana, de 23 anos, foi preso nesta segunda-feira e levado para a sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Recife, segundo informações do Diário de Pernambuco. Ele confessou ter participado da morte de Paulo Ricardo Gomes da Silva, na última sexta-feira, no Estádio do Arruda, logo após a partida entre Santa Cruz e Paraná, válida pela Série B do Campeonato Brasileiro. Segundo o jornal, Santana disse à polícia que contou com a ajuda de outras duas pessoas para atirar um vaso sanitário na torcida adversária, matando Silva. A Polícia Militar afirmou que chegou ao suspeito por meio de informações recebidas pelo Disque-Denúncia de Pernambuco e que o celular do suspeito continha várias mensagens sobre o crime.

Leia também:

Recife: R$ 5.000 para quem ajudar a identificar o vândalo

Recife: após morte, CBF interdita o Estádio do Arruda

​Vaso sanitário atirado de estádio mata torcedor em Recife

O caso – Depois do apito final do confronto entre Santa Cruz e Paraná, Silva foi atingido por um vaso sanitário atirado da arquibancada enquanto passava em frente ao portão 6 do Arruda, destinado à torcida adversária. Silva, que era torcedor do Sport, estava no Arruda para apoiar o Paraná, já que as torcidas organizadas de ambas as equipes são aliadas. Ao fim da partida, aconteceu uma briga entre as facções rivais nos arredores do estádio. Após a partida, a CBF interditou o Estádio do Arruda.

Torcedores morreu após ser atingido por vaso sanitário durante briga no Estádio do Arruda

Torcedores morreu após ser atingido por vaso sanitário durante briga no Estádio do Arruda (VEJA)