Técnico relembra fama de ‘baladeiro’ de Ronaldo

Romeno Mircea Lucescu, que dirigiu a Inter de Milão, revela que o atacante brasileiro passava mais tempo em boates do que nos treinamentos

O técnico romeno Mircea Lucescu, que se acostumou a trabalhar com atletas brasileiros (tanto que até arranha um bom português), guarda boas lembranças de um dos principais ídolos do país. O hoje treinador do Zenit, da Rússia, comandou a Inter de Milão na temporada 1998/1999, durante o auge da carreira de Ronaldo. Segundo Lucescu, a qualidade do brasileiro era proporcional a seu apreço pela noite.

“Gostei muito do Fenômeno, mas ele não gostava de treinar. Ele passava mais tempo em boates e queria jogar sem treinar, mas o seu talento era fantástico”, disse o ex-jogador, em entrevista à emissora romena Dolce Sport.  

Veja também

Lucescu recordou ainda de uma briga envolvendo o brasileiro.  “Lembro-me também de uma discussão no vestiário entre os argentinos e brasileiros, comigo no meio. Os agentes precisaram intervir”, divertiu-se. Lucescu não citou nomes, mas os argentinos daquela equipe eram Diego Simeone e Javier Zanetti.

Lucescu, de 71 anos, foi um grande jogador de seu país. Disputou a Copa de 1970 e se orgulha de ter trocado camisa com Pelé na derrota por 3 a 2 para o Brasil, na primeira fase. Ele treinou o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, entre 2004 e 2016, e contratou dezenas de atletas brasileiros, como Willian, Luiz Adriano, Taison, Douglas Costa, Jadson, Fernandinho, Elano, entre outros.

Apesar da admiração pelos atletas do país, Lucescu teve problemas com o atacante Bernard, a quem acusou de ser “um jogador de Twitter e das redes sociais”.