Técnico chileno recusa proposta da CBF, diz jornal

Manuel Pellegrini tem contrato de dois anos com o Manchester City

Na onda de especulações envolvendo o substituto de Luiz Felipe Scolari na seleção brasileira, o jornal chileno El Mercurio publicou reportagem nesta terça-feira afirmando que Manuel Pellegrini, atual treinador do Manchester City, foi convidado a assumir o cargo. O treinador, chileno, de 60 anos, porém, teria recusado. “A CBF se aproximou de Manuel Pellegrini no domingo para ver qual a sua disponibilidade para dirigir o Brasil. Emissários da entidade fizeram uma proposta, mas ele tem dois anos de contrato com Manchester City e pretende cumpri-los. Nem se falou em dinheiro, já que descartou a proposta de imediato”, afirmou uma pessoa envolvida nas negociaçõesm, segundo garantiu o diário.

Leia também:

CBF aceita pedido de demissão e Felipão deixa seleção

Fred lamenta fracasso: “A cicatriz fica, mas a vida segue”

Datafolha: 83% dos estrangeiros aprovam organização da Copa

Uma triste despedida: Brasil perde outra e amarga 4º lugar

Júlio César é o goleiro brasileiro mais vazado nas Copas

O jornal chileno publicou também entrevista com o vice-presidente da CBF, Marcos Antonio Ferreira, que negou haver na CBF resistência à contratação de um estrangeiro. “Conheço Manuel Pellegrini, mas não sua filosofia de jogo. Ainda não definimos a busca por um substituto, mas o novo técnico terá de mudar a mentalidade e a maneira de atuar dos jogadores. A impossibilidade de ser um estrangeiro é um paradigma bobo. Precisamos de resultados.”

De acordo com o Mercurio, o salário de Pellegrini no Manchester City seria o principal impedimento. O chileno recebe cerca de 5,5 milhões de dólares (cerca de 12 milhões de reais) por temporada. A reportagem ainda cita o português José Mourinho e o argentino Marcelo Bielsa como candidatos ao cargo. Na segunda-feira, a CBF confirmou a demissão do técnico Luiz Felipe Scolari e da comissão técnica.