Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

STJD não abre chance de Henrique escapar de pena automática

A expulsão do zagueiro Henrique deixou a comissão técnica e a diretoria do Palmeiras inconformados com o árbitro Ricardo Marques Ribeiro. O treinador Luiz Felipe Scolari chegou a pedir a anulação da pena automática do jogador, mas o procurador-geral do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Paulo Schmitt, descarta a hipótese.

‘Não existe essa possibilidade na Justiça desportiva’, argumentou o procurador, em contato por telefone. Desta forma, apesar de o departamento jurídico palmeirense procurar uma alternativa para anular a expulsão, o STJD não deve livrar o atleta do gancho.

Portanto, Henrique ficará fora da primeira partida contra o Coritiba, na decisão da Copa do Brasil. Improvisado como volante, o jogador foi expulso depois de uma confusão no gramado da Arena Barueri, no empate entre Palmeiras e Grêmio. Tudo começou em uma falta cometida por Rondinelly sobre o argentino Hernán Barcos, que resultou no cartão vermelho ao gremista.

Na sequência da jogada, o Pirata foi cercado por adversários, enquanto ainda estava caído no gramado. Henrique chegou correndo ao foco da confusão e levou um soco do lateral direito Edilson, que foi expulso pelo árbitro. Antes de recomeçar a partida, Ricardo Marques Ribeiro também excluiu o jogador do Verdão.

Paulo Schmitt agora planeja analisar as imagens de confusões da partida para decidir se oferecerá denúncia contra os jogadores envolvidos em atritos.