Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

STJD mantém absolvições de Lucas, do São Paulo, e Willians, do Fla

Apesar de a procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) ter recorrido, Lucas e Willians não foram punidos por suas expulsões no duelo entre as duas equipes, em 2 de outubro, vencido pelos cariocas no Morumbi. O Pleno manteve a absolvição de ambos em julgamento nesta terça-feira.

Com isso, Lucas está livre para enfrentar o Santos na última rodada do Campeonato Brasileiro – o meia-atacante não estará em campo diante do Palmeiras, no domingo, porque terá que cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo. Já Willians segue à disposição de Vanderlei Luxemburgo diante do Inter.

Na partida em que os dois receberam cartão vermelho, Lucas acabou excluído por uma segunda advertência. O árbitro Fabrício Neves Correa relatou que aplicou o segundo amarelo porque o jogador do São Paulo ‘atingiu as pernas’ de Rafael Galhardo ‘na disputa de bola, derrubando-o ao solo’.

A infração o colocou em julgamento com base no artigo 250 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por ‘prática de ato desleal ou hostil durante a partida’. Os auditores, entretanto, optaram por não punir além do gancho automático cumprido na partida seguinte.

Willians também foi enquadrado no artigo 250 por calçar Carlinhos Paraíba e receber o segundo amarelo dentro do confronto. O volante do Flamengo acabou beneficiado pela mesma decisão que deixa Lucas em condições de atuar.

Também foi julgado novamente outro caso ocorrido naquele duelo. O gandula Lucas Bento Felix, excluído da partida acusado de retardar o jogo retirando as bolas de reposição do gol de Felipe quando Rogério Ceni batia faltas, e o São Paulo, analisado pelo mesmo motivo, foram absolvidos.