Sétimo em final, Pistorius fica longe de índice olímpico

Por AE-AP

Port Elizabeth – Oscar Pistorius não teve sucesso, neste sábado, em sua tentativa de garantir por antecipação a sua vaga na Olimpíada de Londres. O corredor amputado, que usa próteses nas duas pernas, terminou apenas em sétimo lugar na final dos 400 metros no Campeonato Sul-Africano de Atletismo e ficou longe do índice olímpico para esta prova.

O atleta terminou a disputa em 47s28, tempo bem superior aos 45s30 exigidos para assegurar classificação à Olimpíada. Lebogang Moeng, vencedor desta prova neste sábado, venceu sem obter o índice olímpico ao cravar 45s75.

O sul-africano, que fez história no ano passado ao se tornar o primeiro corredor paraolímpico a competir em um Campeonato Mundial absoluto, tem até 30 de junho para alcançar o índice. No Mundial de Daegu, na Coreia do Sul, ele chegou às semifinais dos 400 metros e foi medalhista de prata nos 4 x 400 metros, embora tenha ficado fora da decisão da prova.

E, se Pistorius ainda não conseguiu assegurar vaga olímpica, a campeã mundial de 2009 dos 800 metros, Caster Semenya, conquistou o título desta prova do Campeonato Sul-Africano neste sábado, mas também não obteve o índice necessário para correr em Londres.

Semenya venceu com o tempo de 2min02s68, mas a marca exigida para ir aos Jogos Olímpicos é de 1min59s90. Hoje com 21 anos de idade, a atleta brilhou com a conquista do título mundial em 2009, mas ficou 11 meses afastada das pistas por causa da suspeita de que seria hermafrodita. Porém, após ser submetida a testes de gênero, que comprovaram que a corredora é, de fato, mulher, a atleta voltou a competir. Ela também tem até 30 junho para atingir o índice olímpico.