Sétimo do grid, Hamilton se mantém confiante para a corrida

O britânico Lewis Hamilton está confiante para o Grande Prêmio da China de Fórmula 1, após ver o desempenho de sua McLaren no treino classificatório para a prova. Ele foi o segundo mais rápido da atividade, mas largará da sétima colocação porque foi punido com a perda de cinco posições pela troca da caixa de câmbio de seu carro, e disse que acertou seu bólido pensando já na corrida.

A pole position do Grande Prêmio da China de F-1 foi marcada pelo alemão Nico Rosberg, da Mercedes, com o tempo de 1min35s121. Hamilton andou a 1min35s626. Jenson Button, companheiro do britânico na McLaren, larga da quinta colocação em Xangai.

‘Olhando para a corrida, temos um bom carro, mas terei que traçar meu caminho até a frente. Mas enquanto avançarmos na prova, ficarei feliz. Acertei meu carro para estar mais forte na corrida’, avaliou Hamilton. ‘Então mesmo que eu e Jenson estejamos um pouquinho atrás do que desejamos, e tenhamos trabalho a fazer, ainda podemos ir bem’, completou.

Hamilton tem a seu favor as características do circuito de Xangai, onde ocorre o GP da China. Com duas retas longas, as ultrapassagens na prova devem ser constantes e permitir uma corrida com boas brigas por posição.

‘Tem um bom grupo de pilotos à nossa frente, mas estamos no mesmo ritmo de corrida do que eles. Essa é uma pista em que você consegue ultrapassar e temos também a asa traseira móvel, então estou muito animado para amanhã’, disse o campeão do Mundial de 2008.

Hamilton também parabenizou Rosberg pela pole position em Xangai. O piloto da Mercedes largará pela primeira vez na ponta do grid em sua 111primeira corrida na categoria. ‘Nos conhecemos em 1997 e fomos companheiros em 2000, desde então somos bons amigos. Quando estávamos no mesmo time, sempre sonhávamos em ficar em primeiro e segundo juntos em um treino da Fórmula 1 e é maluco que tenhamos conseguido isso hoje’.