Série B: Inter tem orçamento de R$ 332 milhões para 2017

Esse é o total que o clube rebaixado neste ano pretende faturar em cotas de patrocínios e transmissão pela TV, em bilheterias e com a venda de jogadores

Mesmo rebaixado à Série B do Campeonato Brasileiro, o Internacional terá um orçamento da ordem de 332 milhões de reais para o ano que vem. Este é o valor da proposta orçamentária apresentada pela diretoria aos conselheiros na segunda-feira e que engloba cotas de patrocínios e da transmissão pela TV, bilheterias e venda de jogadores. Como a diretoria está encerrando seu mandato neste ano, o presidente eleito Marcelo Medeiros terá até 31 de março para aprovar ou modificar o novo orçamento.

O plano orçamentário aponta faturamento bruto de 332.092,000,00 reais. O Internacional projeta arrecadar 60 milhões de reais com a venda de jogadores – Valdívia e Nico López, por exemplo, despertaram o interesse de vários clubes.

Aos 22 anos, Valdívia viveu boa fase no Inter, mas não se firmou como titular. Ele fez quatro gols em 32 jogos. Palmeiras e Santos procuraram o atleta. Nico López foi contratado em julho por 11 milhões de dólares (cerca de 36 milhões de reais na época). Destaque do Nacional, do Uruguai, o atacante não repetiu o bom futebol e só marcou um gol.

A meta com a venda de jogadores em 2016 era faturar 56 milhões de reais, mas apenas Jackson e Alisson foram negociados e o total não foi atingido. Em arrecadação dos direitos de transmissão, o Inter aponta uma arrecadação de 115 milhões de reais.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Segundona é lucro certo para times grandes!

    Curtir

  2. Luiz Quadros

    Espero que os atletas colorados joguem, em 2016 a torcida apoiou em grande número nas arquibancadas, faltou os atletas fazerem a sua parta. Todo o trabalhador deve justificar o ganho com a dedicação total. Ao que eu saiba os salários não atrasaram, em 2016.

    Curtir