Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Seleção em Quito: estreia de Tite terá altitude e rival em crise

Apesar de ocupar a segunda colocação nas Eliminatórias, Equador atravessa uma série de problemas – assim como o Brasil, que ocupa apenas a sexta colocação

Quase toda a delegação da seleção brasileira desembarcou na noite deste domingo em Quito, onde a equipe enfrentará o Equador na quinta-feira, às 18h de Brasília, pelas Eliminatórias da Copa de 2018. O jogo contra os vice-líderes da competição marcará a estreia de Tite no comando da seleção brasileira. O treinador abriu mão dos treinos no Brasil para se adaptar à altitude equatoriana e pretende se aproveitar de um momento delicado da equipe adversária.

O Equador está invicto em casa nessas Eliminatórias, e, com 13 pontos em seis partidas, só não lidera a competição porque seus cinco gols de saldo são inferiores aos oito do Uruguai. Ainda assim, o time convive com um clima de incerteza e tensão. O time do técnico Gustavo Quinteros sofre com contusões, suspensões e até um caso de doping envolvendo seus principais jogadores.

Leia também:
Pogba, Nego do Borel, bandidão: os bastidores do ouro olímpico
Parreira minimiza ouro: ‘Brasil é só Neymar’

Neymar treina no Corinthians

Frickson Erazo e Juan Cazares, ambos do Atlético-MG, estão machucados. O jogador mais famoso da equipe, o meia Antonio Valencia, que atua no Manchester United desde 2009, está suspenso e também não joga. Outra novidade mexeu com o elenco na semana passada: o atacante Jose Ângulo, destaque do Independiente Del Valle na última Libertadores, foi flagrado em teste antidoping surpresa pelo uso de cocaína e está suspenso preventivamente.

Estratégia – Tite terá apenas três treinos para montar a equipe e preferiu realizá-los apenas em solo equatoriano, para se adaptar a altitude. O Estádio Olímpico Atahualpa, local da partida, está 2.850 metros acima do nível do mar. O Brasil ocupa a sexta colocação nas Eliminatórias – posição que o deixaria fora da Copa da Rússia – e Tite sabe que um derrota em Quito complicaria ainda mais a sua situação.

“Eu não posso trabalhar em cima do ideal, tenho de trabalhar em cima do fato real, que é Equador, essa preparação, esse grau de intensidade. Se tiver altitude, é com altitude. Montam-se estratégia e as condições para fazer a equipe jogar bem e ter bons resultados. Esse é o objetivo”, disse Tite, ao embarcar na tarde de domingo no aeroporto do Galeão, ao lado da comissão técnica e de Weverton, Gil, Geromel, Paulinho, Gabriel, Willian, Neymar, Renato Augusto, Taison, Fágner e Lucas Lima.

A partida entre Equador e Brasil está marcada para as 16 horas locais (18h de Brasília) e os treinos ocorrerão no horário do jogo, com exceção do desta segunda-feira, que começa um pouco mais tarde, às 16h30. A decisão também visa a facilitar a adaptação. Tite espera contar com o grupo completo já nesse treinamento, que será realizado no Estádio Casa Blanca, que pertence à LDU.

esporte-futebol-selecao-quito-20160829-001

(com Estadão Conteúdo)