Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Segurança do dérbi de Campinas terá efetivo recorde

Por AE

Campinas – A preparação para o confronto entre Guarani e Ponte Preta, marcado para acontecer no domingo, às 18h30, no Estádio Brinco de Ouro, pelas semifinais do Campeonato Paulista, já começou. Nesta terça-feira, a Policia Militar de Campinas anunciou que o efetivo para garantir a segurança dos torcedores contará com a participação de 900 policiais, divididos entre diversos pontos da cidade e também no local da partida. Esse número é recorde na história do dérbi.

A informação foi confirmada pelo tenente-coronel Nelson Vicente Coelho, que acredita que esse efetivo dará segurança para quem vai acompanhar o dérbi. Ele aproveitou para mandar um recado para os torcedores. “A PM está desenvolvendo um policiamento para dar segurança ao bom torcedor, que vai apenas para torcer, que é a essência do esporte. Peço a esse tipo de torcedor que ele não se misture com pessoas de comportamento indesejado. Temos uma margem necessária para fazer a segurança”, destacou.

Dos 900 policiais que irão trabalhar no esquema de segurança de domingo, 550 estarão no Estádio Brinco de Ouro, enquanto os outros 450 serão espalhados em diversos pontos da cidade, como em terminais de ônibus e corredores movimentados. O efetivo contará com a ajuda da polícia de São Paulo e também de toda região de Campinas.

Na última segunda-feira, a Federação Paulista de Futebol (FPF) definiu que os torcedores ponte-pretanos terão direito a 5% dos ingressos disponíveis no Brinco de Ouro – ou seja, 1.450 bilhetes. O presidente do Guarani, Marcelo Mingone, queria torcida única no dérbi, mas acabou sendo voto vencido, diante do desejo da entidade e da Ponte Preta.