São Paulo recebe alvará para ter cobertura no Morumbi

Por Bruno Deiro

São Paulo – O São Paulo conseguiu o alvará para o início das obras de modernização no estádio do Morumbi. O projeto prevê a instalação de uma cobertura e as obras devem durar cerca de um ano e meio. Além disso, o clube ainda espera uma aprovação na Câmara Municipal para poder construir um hotel ao lado do estádio. Para os dirigentes tricolores, isso seria importante para garantir a engenharia financeira. “Nós estávamos numa grande expectativa e nossas tratativas na Prefeitura foram bem sucedidas. Dividimos a modernização em duas etapas e a primeira é a cobertura. Posteriormente, será feita a construção do hotel”, comenta João Paulo de Jesus Lopes, vice-presidente de futebol.

Ele explica que o impacto das obras será mínimo e, quando houver interdições mais fortes, serão setorizadas. “Aquelas mais abrangentes serão direcionadas para o período de férias”, diz. A cobertura já estava prevista no projeto inicial do São Paulo para colocar o Morumbi na Copa do Mundo de 2014. O estádio acabou sendo excluído do processo, mas o projeto continuou em andamento. A cobertura possibilitará também a criação de uma arena para shows reduzida em relação à capacidade do estádio: ela comportará 25 mil pessoas, ficará atrás de um dos gols e não inviabilizará a realização de jogos porque não haverá o desgaste do gramado.

“A primeira etapa dependia de alvará e deve começar nos próximos dias, o presidente acredita que ainda em abril, e deve levar de 14 a 18 meses para ser concluída. Serão feitas intervenções na área de sanitários, nos bancos, alimentação, e principalmente a implantação da arena de 25 mil lugares. Há uma demanda muito grande na cidade e poderemos ter até 40 shows por ano com plateia menor, sem interferência no futebol. Mas os grandes shows também continuarão”, lembra.

Quem vai fazer a obra é a empreiteira Andrade Gutierrez, mas o dinheiro, cerca de R$ 300 a 400 milhões, virá de investidores que estão sendo mantidos em sigilo. O São Paulo também ainda não definiu para quem vai os naming rights da nova arena de shows. “O torcedor de futebol será beneficiado, na medida em que o estádio vai se tornar muito mais confortável e modernizado. O Morumbi é o principal estádio da cidade, mais bem localizado, maior e mais confortável”, conclui o dirigente.