Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Santos joga mal e perde do Vélez no jogo de ida das quartas

Tricampeão paulista, o Santos não teve uma boa atuação diante do Vélez Sarsfield (Argentina) e saiu derrotado, por 1 a 0, na noite desta quinta-feira, no Estádio José Amalfitani. Com um gol de Obolo, no primeiro tempo, os argentinos largaram na frente nas quartas de final da Copa Libertadores da América.

Agora, as duas equipes voltam a medir forças na próxima quinta, às 20 horas (horário de Brasília), na Vila Belmiro ou no Pacaembu. A cúpula santista ainda não informou qual estádio será escolhido para receber o duelo de volta desta fase da competição.

Vale destacar que os alvinegros precisam vencer por dois gols de diferença para chegarem as semifinais da Libertadores. Em caso de vitória do Peixe por 1 a 0, a vaga será definida nos pênaltis. O Vélez pode se classificar com uma derrota no Brasil, desde que marque como visitante e a diferença seja de apenas um gol no placar.

O jogo – Dentro de casa, com o apoio de sua torcida, o Vélez Sarsfield começou o jogo tomando a iniciativa e controlando as ações em campo. Tanto que, nos primeiros minutos, o Santos ficou pouco tempo com a posse da bola.

Apesar da postura cautelosa do Peixe, os argentinos só foram criar a primeira boa chance de gols aos 15 minutos. Martínez fez boa jogada pela direita e tocou para Cabral, que arriscou a finalização de fora da área. A bola saiu à esquerda do gol defendido por Rafael.

Mais tarde, o time argentino teve mais uma oportunidade para abrir o placar. Aos 30, Cabral fez o lance pela esquerda e encontrou Cabral, dentro da área, que exigiu boa defesa do goleiro santista.

No minuto seguinte, Rafael foi obrigado a fazer uma intervenção ainda mais difícil. Augusto Fernández pegou o rebote de uma bola desviada pelo ataque do Vélez, após levantamento para a área, e soltou a bomba. Atento, o camisa 1 alvinegro se esticou e fez uma grande defesa.

Melhor em campo, o Vélez Sarsfield ainda teve força para chegar ao gol, antes do intervalo. Aos 35, Papa fez o cruzamento pela esquerda, a bola desviou em Elano e Obolo, mais rápido que o zagueiro Durval, antecipou a marcação para, com um toque de cabeça, encobrir Rafael: 1 a 0 a favor dos donos da casa.

Após ouvir as instruções do técnico Muricy Ramalho nos vestiários, o Santos voltou mais ‘aceso’ para a etapa complementar. Logo aos quatro minutos, o meia Elano quase empatou, com um gol ‘olímpico’. Barovero espalmou a cobrança de escanteio, salvando a sua equipe.

E para dar mais movimentação ao seu ataque, Muricy resolveu trocar o companheiro de Neymar no ataque. Com 12, Alan Kardec foi substituído por Borges.

Só que foi o Vélez quem quase balançou as redes, logo em seguida. Aos 14, Obolo se antecipou a zaga santista em cobrança de escanteio, mais uma vez, porém errou o alvo, desperdiçando uma boa chance para os argentinos.

O Vélez Sarsfield teve mais uma boa oportunidade de gol, aos 21, quando Augusto Fernández foi novamente ao ataque e, aproveitando o passe de Martínez, soltou a bomba, defendida por Rafael.

Com o Peixe saindo em busca do empate, os espaços para os contra-ataques dos donos da casa começaram a aparecer. Em um deles, aos 32, Fernández assustou Rafael outra vez, mas a bola passou por cima da meta alvinegra.

Já nos minutos finais do confronto, aos 43, Bella, que entrou no lugar de Cabral, arriscou com perigo, deixando o goleiro do Santos preocupado com mais uma finalização contra o seu gol.