Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Santos apresenta uniformes em parceria pioneira

Clube ficará responsável por toda a produção e venda dos uniformes desenhados por marca italiana e, com isso, espera obter grandes lucros

O Santos apresentou nesta terça-feira seus novos uniformes para a temporada 2016, em um pomposo evento no Salão de Mármore da Vila Belmiro. O clube explicou detalhadamente a parceria inédita no Brasil feita com a Kappa, empresa italiana de material esportivo, que firmou um acordo de três anos para desenhar os uniformes. Com a nova parceria, o Santos pretende aumentar consideravelmente seus lucros com venda de camisas.

Por meio do novo formato de negócio, o Santos terceirizou a fabricação e a comercialização de seus novos uniformes. A Kappa não será patrocinadora do clube – pelo contrário, será paga pelo Santos para desenhar os modelos. Outras empresas também foram contratadas pelo clube para produzir os uniformes.

Com isso, o Santos passou a ser responsável por todo o processo de venda, o que trará um retorno médio de 55,00 reais por camisa vendida. Antes, durante a parceria com a Nike e com a Netshoes (empresa responsável pela comercialização das camisas), o clube ficava com cerca de 8,00 reais por uniforme. No entanto, recebia 7 milhões de reais por temporada pela parceria com a fornecedora americana.

Leia também:

Seleção brasileira poderá ter calções amarelos em 2016, diz site especializado

‘Mamma mia’: Itália lança novas camisas e deixa Buffon impressionado

Rayo Vallecano lança camisas de apoio a movimento gay e à luta contra o câncer

“Este é um modelo de gestão que estamos implantando onde o clube é senhor do seu próprio negócio. O clube corre riscos e tem que ter a grandeza de saber administrar. Isso mostra maturidade da gestão. Estamos levando o Santos para a linha profissional, onde somos os parceiros de nós mesmos. Se o nosso material esportivo vende outras marcas, por que não vender nossa própria grife?”, discursou o presidente Modesto Roma Jr.

“Em um patrocínio normal, o lucro da operação é da empresa patrocinadora. Aqui não. O lucro é 100% do clube. O clube está envolvido com a venda do negócio. O clube, impulsionando essas vendas e sendo mais remunerado por isso, se envolve mais nesse processo. E as pré-vendas foram acima das expectativas, com mais de 50.000 peças vendidas”, contou Caio Campos, diretor de marketing da Kappa.

O torcedor que quiser adquirir as novas camisas do Santos terá três opções de compra, com preços e qualidades proporcionais. A linha “combate”, que será usada pelos atletas, custará 299,90 reais. Já os modelos denominados oficiais custarão 149,90 reais, enquanto a réplica terá o valor de 129,90 reais. O calção será vendido por 129,90 reais.

A pedido dos próprios atletas e seguindo um padrão da marca, os uniformes de jogo serão bem colados ao corpo. No entanto, haverá nas lojas uma opção para torcedores menos em forma. “Sempre observando as mídias sociais, nós fizemos dois modelos para o torcedor. Uma delas é a camisa oficial, mas que quem não tem corpo de atleta também conseguirá usar. E tem a réplica, que é mais popular”, explicou Sofia Barral, gerente de produtos da Kappa.

A estreia dos novos uniformes do Santos está marcada para o primeiro jogo oficial do time na temporada: neste sábado, às 17 horas, na Vila Belmiro, contra o São Bernardo, pelo Campeonato Paulista.

Lucas Lima e David Braz na apresentação do novo uniforme no Santos Futebol Clube, nesta terça-feira (26), no Salão de Mármore na Vila Belmiro em Santos

Lucas Lima e David Braz na apresentação do novo uniforme no Santos Futebol Clube, nesta terça-feira (26), no Salão de Mármore na Vila Belmiro em Santos (VEJA)

(com Gazeta Press)