Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rhodolfo faz ressonância e não deve enfrentar o Coritiba na quinta

Depois de dez dias de ausência por conta de um edema na panturrilha esquerda, o zagueiro Rhodolfo entrou em campo na vitória contra o Santos, no último domingo, pelo Campeonato Paulista. Para a infelicidade do time do São Paulo, o camisa 4 voltou a acusar dores, desta vez na coxa direita, e corre o risco de não entrar em campo na quinta-feira, diante do Coritiba, pelo primeiro jogo das semifinais da Copa do Brasil.

Sentindo desconforto, Rhodolfo não disputou o treino coletivo comandado pelo técnico Emerson Leão nesta terça, no CT da Barra Funda, e sequer realizou atividades visando à recuperação. O único compromisso do zagueiro foi a realização de uma ressonância magnética para indicar a gravidade da lesão e só então iniciar o tratamento convencional.

O médico do São Paulo, José Sanchez, não dá dicas sobre prazo de recuperação, mas o próprio Leão já considera a possibilidade de não contar com seu zagueiro titular diante do Coritiba: ‘Esse caso preocupa. Não é nada da antiga contusão, ele sentiu uma dor agora, ia fazer a ressonância, não sei se já temos o resultado, mas até amanhã temos a vaga para ele reservada. O Rhodolfo está relacionado, mas não escalado’.

Leão optou por escalar Edson Silva ao lado de Paulo Miranda na zaga do Tricolor durante o treino desta terça, substituindo Rhodolfo. Os dois teriam tido a oportunidade de aturem juntos diante do Inter, na quarta-feira passada, mas Edson Silva fez uso de analgésico proibido pela comissão de dopagem e acabou sendo substituído por João Filipe na partida.

A formação testada pelo comandante ainda teve Fabrício no lugar de Denílson, que se confundiu com o horário do treino e não pôde ser escalado na atividade. Diante do Coxa, o camisa 15 deve atuar normalmente, com o Tricolor escalado da seguinte maneira: Dênis; Douglas, Paulo Miranda, Edson Silva e Cortez; Denílson, Casemiro, Cícero e Jadson; Lucas e Luis Fabiano.