Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ramón enaltece duelo com Sport: é o jogo da minha vida

O meio-campista Ramón já passou por alguns dos clubes com maior torcida do Brasil, como Atlético-MG, Corinthians e Flamengo. No entanto, aos 23 anos, o atleta, agora defendendo o Náutico, afirma que o duelo com o Sport, neste domingo, às 16 horas (de Brasília), na Ilha do Retiro, será o mais importante de sua carreira.

‘Para mim, é o jogo da minha vida. Recebi ligações de pessoas importantes da minha família, que me cobraram um título, novamente. O que depender de mim lá dentro do campo, vou fazer, porque sei que a recompensa no final do campeonato, junto com o torcedor, será maior’, destacou.

Na partida do último final de semana, nos Aflitos, válida pelas semifinais do Campeonato Pernambucano, o Náutico foi derrotado por 2 a 1 pela equipe rubro-negra. Com este resultado, o time comandado por Alexandre Gallo precisa vencer por dois gols de diferença na casa do rival para obter uma vaga na final, contra Santa Cruz ou Salgueiro. Apesar do placar negativo, Ramón demonstrou confiança em seus companheiros.

‘Acho o que contou muito nesse último jogo foi a expulsão de Elicarlos. Tivemos que preencher uns espaços no campo e isso terminou desgastando um pouco os jogadores, o que é norma’, disse o atleta, que ainda descartou a hipótese de que a equipe teria cansado na segunda etapa.

‘Claro que não vamos correr igual a um Derley e Elicarlos. Agora eles também não vão fazer a função que fazemos, que é armar e criar jogadas. Isso é por posição. Neste momento, o objetivo do time é um só: garantir a classificação’, completou.

Segundo o meio-campista, o fato do Sport ter obtido uma boa vantagem não pode intimidar o Náutico. Para Ramón, mesmo que o adversário tenha atletas qualificados, como Marcelinho Paraíba, o time alvirrubro tem condições de reverter o resultado.

‘Sabemos que o Sport é um grande time, mas sabemos também da nossa qualidade. Temos condições de fazer os gols, provamos isso no primeiro tempo do jogo passado e, agora, é rezar para entrarmos inspirados para garantir a classificação’, analisou.

Substituindo Eduardo Ramos, que se desligou recentemente do clube, Ramón se tornou peça fundamental na armação de jogadas. Entretanto, o papel de protagonista não atrapalha o jogador.

‘Não fujo da minha responsabilidade. Jogando praticamente como o único meia da equipe, os jogadores procuram passar a bola pra mim, para criar situações’, disse Ramón, que espera sair vitorioso do confronto deste domingo.

‘No primeiro tempo, criamos várias chances de gol e tivemos frente à frente com o Magrão diversas vezes, em bolas cruzadas e jogadas individuais. Acho que o professor acertou muito na formação, me colocando um pouco mais à frente, com Rodrigo e Siloé. Esperamos, no domingo, fazer um bom jogo e nos classificarmos’, encerrou.