Raikkonen encerra jejum e garante pole em Mônaco

Ele fez a melhor volta em 1min12s178 e quebrou o tabu que vinha desde o GP da França de 2008

O finlandês Kimi Raikkonen garantiu neste sábado a pole position para o GP de Mônaco de Fórmula 1 e encerrou um jejum que já durava nove anos. Ele fez a melhor volta em 1min12s178 e quebrou o tabu que vinha desde o GP da França de 2008. O alemão Sebastian Vettel terminou em segundo lugar e garantiu a dobradinha da escuderia.

A principal surpresa, no entanto, foi a ausência do inglês Lewis Hamilton no Q3. O atual segundo colocado na classificação geral não conseguiu solucionar os problemas enfrentados nos treinos livres e sairá apenas em 12º lugar. A última vez que o piloto da Mercedes ficou fora da disputa pela pole foi em 2013, no GP da Itália.

Quem também não teve o que comemorar em Mônaco foi Felipe Massa. A Williams vinha encontrando dificuldades no circuito de Monte Carlo e o brasileiro ainda não contou com a sorte no Q2. Por ter tido problemas com os pneus, Massa deixou para arriscar sua volta mais rápida nos instantes finais. Mas uma bandeira amarela o impediu de ir para a pista e por isso ele largará em 14º.

Mesmo com problemas, a Mercedes ainda garantiu um terceiro lugar no grid com o finlandês Valtteri Bottas. Ele também enfrentou dificuldades no início da sessão, mas se acertou durante o classificatório e sairá atrás das Ferraris.

As duas Red Bulls aparecem logo atrás com holandês Max Verstappen e o australiano Daniel Ricciardo. O espanhol, Carlos Sainz, da Toro Rosso, sairá em sexto, seguido pelo mexicano Sergio Pérez, da Force India. O francês Romain Grosjean, da Haas, é o oitavo.

O piloto britânico Jenson Button, substituto do espanhol Fernando Alonso na McLaren, foi ao Q3 e garantiu o nono melhor tempo. No entanto, ele sofrerá uma punição de 15 posições no grid de largada após a escuderia ter sido forçada a fazer mudanças não programadas nas unidades de potência do carro. O belga Stoffel Vandoorne avançou para o Q3, mas foi punido com a perda de três posições.

Treino

A primeira sessão do treino classificatório demonstrou que as Mercedes enfrentavam problemas no acerto do carro. O finlandês Valtteri Bottas avançou com o quinto melhor tempo e o inglês Lewis Hamilton ficou apenas em décimo. A principal surpresa foi a Red Bull de Max Verstappen, que cravou a melhor volta, seguida pelas duas Ferraris, de Sebastian Vettel e de Kimi Raikkonen.

O brasileiro Felipe Massa avançou em 14º. O Q1 teve ainda o acidente de Marcus Ericsson nos instantes finais. O sueco bateu na saída do túnel e teve um furo de pneu. Também foram eliminados o francês Esteban Ocon, o inglês Jolyon Palmer, o canadense Lance Stroll e o alemão Pascal Wehrlein.

O Q2 confirmou o momento ruim da Mercedes. Assim como nos treinos livres, Hamilton reclamou bastante que o carro estava derrapando. O inglês chegou a perder a traseira na subida do Casino, mas conseguiu consertar. No entanto, foi eliminado e largará apenas na 14ª colocação.

Quem também não teve sorte na segunda parte do treino foi o brasileiro Felipe Massa. Ele deixou para tentar a volta mais rápida nos instantes finais, mas uma bandeira amarela causada pelo acidente de Vandoorne o impediu de buscar uma melhor posição e por isso largará apenas em 15º. Na briga pela pole, o Q2 teve Raikkonen com a melhor volta, seguido por Vettel e Verstappen.

As Ferraris mantiveram o domínio no Q3 e o finlandês seguiu mais rápido do que seu companheiro de equipe. Raikkonen cravou a melhor volta em 1min12s178 e largará na primeira colocação após nove anos. Desde 2008 que ele não saía na frente. Vettel ficou em segundo lugar, com Valteri Bottas, em terceiro.

Confira o grid de largada para o GP de Mônaco de F-1:

1º – Kimi Raikkonen (FIN/Ferrari), 1min12s178

2º – Sebastian Vettel (ALE/Ferrari), 1min12s221

3º – Valtteri Bottas (FIN/Mercedes), 1min12s223

4º – Max Verstappen (HOL/Red Bull), 1min12s496

5º – Daniel Ricciardo (AUS/Red Bull), 1min12s998

6º – Carlos Sainz Jr (ESP/Toro Rosso), 1min13s162

7º – Sergio Pérez (MEX/Force India), 1min13s329

8º – Romain Grosjean (FRA/Haas), 1min13s349

————————————————–

9º – Daniil Kvyat (RUS/Toro Rosso), 1min13s516

10º – Nico Hülkenberg (ALE/Renault), 1min13s628

11º – Kevin Magnussen (DIN/Haas), 1min13s959

12º – Lewis Hamilton (ING/Mercedes), 1min14s106

13º – Stoffel Vandoorne (BEL/McLaren), (sem tempo)**

14º – Felipe Massa (BRA/Williams), 1min20s529

———————————————–

15º – Esteban Ocon (FRA/Force India), 1min14s101

16º – Jolyon Palmer (ING/Renault), 1min14s696

17º – Lance Stroll (CAN/Williams), 1min14s893

18º – Pascal Wehrlein (ALE/Sauber), 1min15s159

19º – Marcus Ericsson (SUE/Sauber), 1min15s276

20º – Jenson Button (ING/McLaren), 1min13s613*

* punido com a perda de 15 posições no grid.

** punido com a perda de três posições no grid.

(Com Estadão Conteúdo)