Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rafinha pede dispensa do Brasil para defender Alemanha

Lateral do Bayern de Munique diz que não é uma das primeiras opções de Dunga para a posição e deixa caminho aberto para poder atuar pela equipe campeã do mundo

O lateral-direito Rafinha, do Bayern de Munique, pediu dispensa da seleção brasileira, apenas cinco dias depois de ser convocado para as Eliminatórias da Copa de 2018, informou a CBF nesta terça-feira. O jogador não quer entrar em campo em jogo oficial pelo Brasil para não abrir mão da chance de defender a campeã do mundo Alemanha no futuro.

Em carta enviada à CBF, Rafinha alegou falta de espaço na seleção brasileira para pedir sua liberação. “Não venho sendo chamado regularmente, não sou uma das principais opções em minha posição, considerando que há outros profissionais na minha frente.” A CBF ressaltou que “Rafinha pretende tornar-se cidadão da Alemanha, país em que está há 11 anos” e disse que é “é de se enaltecer a sinceridade do atleta”.

Leia também:

‘Seleção não é lugar para religião’, avisa Dunga sobre culto no hotel

Dunga convoca seleção com 3 jogadores do Corinthians

Globo terá de sacrificar ‘JN’ e novela por seleção – sem Neymar

Rafinha, de 30 anos, foi convocado na última quinta para os dois primeiros jogos do Brasil nas Eliminatórias por causa da falta de opções do técnico Dunga. Daniel Alves, do Barcelona, e Danilo, do Real Madrid, têm a preferência do treinador, mas estão machucados e não poderão enfrentar o Chile, no dia 8, e a Venezuela, no dia 13. O outro lateral convocado, Fabinho, do Monaco, também vem sendo constantemente chamado por Dunga, o que leva a crer que Rafinha seja a quarta opção do treinador.

De acordo com a CBF, Rafinha pretende se naturalizar alemão, o que abriria a possibilidade de jogar pelo país nas próximas competições, como a Eurocopa de 2016. O lateral vislumbra esta chance graças à aposentadoria de Philipp Lahm, capitão do tetra no Brasil. Rafinha joga no futebol alemão desde 2005, quando deixou o Coritiba para defender o Schalke 04. Em 2010, foi transferido para o italiano Genoa, mas no ano seguinte já voltou para a Alemanha para jogar no Bayern de Munique, pelo qual foi campeão nacional três vezes, campeão europeu e mundial.

“Respeitamos a opção do jogador, elogiamos a sua transparência e estamos executando o cancelamento da convocação de Rafinha. A CBF entende que somente jogadores integralmente comprometidos com a seleção e nossa filosofia de trabalho podem fazer parte do grupo que representa o Brasil pelos gramados de todo o mundo”, escreveu a entidade, em nota. A CBF ainda não definiu o nome do substituto para os jogos de outubro.

Mudança de atitude – Estranhamente, o próprio Rafinha postou uma foto sua com a camisa da seleção brasileira e se disse “feliz demais” com a convocação da última quinta. Como defendeu o Brasil apenas em amistosos e em categorias inferiores (disputou a Olimpíada de 2008, em Pequim, com o próprio técnico Dunga), ele pode atuar por outra seleção adulta, de acordo com as regras da Fifa. Seu caso se assemelha ao do atacante Diego Costa, do Chelsea, que recusou uma convocação de Luiz Felipe Scolari e optou por defender a seleção espanhola.

No dia da convocação, Rafinha se disse muito feliz por retornar à seleção brasileira, mas depois mudou de ideia

No dia da convocação, Rafinha se disse muito feliz por retornar à seleção brasileira, mas depois mudou de ideia (VEJA)

(Da redação)