Presidente do Peixe confirma saída de Keirrison e sonha com Diego

Ainda emocionado com a conquista do segundo título paulista em menos de um ano e meio de gestão no Santos, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro já antecipou no programa Mesa Redonda, da TV Gazeta, algumas das mudanças que fará no time no segundo semestre. E uma das primeiras é não renovar o vínculo com Keirrison.

‘O Keirrison não fica’, disse Luis Álvaro, taxativo, colocando o centroavante emprestado pelo Barcelona na mesma situação de Zé Eduardo e Maikon Leite, que já acertaram suas transferências para defender, a partir do segundo semestre, o Genoa, da Itália, e o Palmeiras, respectivamente.

O dirigente, porém, afirma que o clube ainda não está satisfeito com o elenco que tem em mãos e prevê o anúncio de reforços até mesmo nesta semana. Para o futuro, admite que pode procurar o meia Diego, revelado pelo Santos e que participou das campanhas dos títulos brasileiros de 2002 e 2004 ao Peixe.

O jogador está insatisfeito no Wolfsburg, da Alemanha, e foi até multado. Luis Álvaro admitiu ter conversado recentemente com ele por telefone. ‘Talvez ele queira participar da festa do centenário. Imagina Diego, Robinho, Neymar e Ganso juntos…’, comentou o dirigente, que projeta o retorno dos ídolos até 2012.

Um que pode voltar é Zé Roberto. O veterano meio-campista não entrou em acordo para renovar com o Hamburgo, da Alemanha, e é em quem o presidente do Peixe tem mais esperanças em contratar. ‘Falei com ele no meio do ano passado e ele me disse que o Santos era prioridade. Ele vai voltar ao Brasil e já nos falamos por telefone. Provavelmente venha para o Santos em agosto. Acho que vai se encaixar’, previu.

Entre os que já estão no elenco, o mandatário confia no sucesso de Richely, que fez parte do Santo André rebaixado no Paulistão deste ano, mas já foi inscrito na Libertadores pelo Peixe e viajou à Colômbia para o confronto com o Once Caldas, na última quarta-feira. ‘A saída do Maikon Leite vai ser muito sentida, mas o Richely é um Maikon Leite que ainda ajuda mais no meio’, comparou.

Fábio Costa recebe sem jogar – Se sonha com Zé Roberto, que completará 37 anos em julho, o Santos nem pensa em utilizar Fábio Costa, que fará 34 anos em novembro e tem contrato com o Peixe por mais duas temporadas. Até dezembro deste ano, o clube promete continuar honrando o compromisso de dividir o pagamento de seus salários com o Atlético-MG, a quem o goleiro está emprestado.

‘Ele foi um excepcional goleiro, nos ajudou no título brasileiro de 2002 com defesas espetaculares, mas sua época passou. O Santos sempre se caracterizou por formar craques e hoje temos o Rafael pegando tudo, pintando como titular da seleção para [a Copa de] 2014’, falou Luis Álvaro, em defesa de seu atual camisa 1.

‘Ele falha uma vez ou outra porque é humano. O nosso Gilmar [dos Santos Neves, goleiro do time na época de Pelé] também falhava quando era corintiano’, provou o presidente, lembrando que o arqueiro, ídolo dos santistas, também fez história com a camisa do arquirrival nos anos 50.