Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presidente da CBF elogia Mano por atuações nos EUA

Por Fábio Hecico

São Paulo – Mesmo com duas derrotas em três jogos, a excursão da seleção brasileira pelos Estados Unidos parece ter fortalecido o técnico Mano Menezes. Nesta sexta-feira, em visita ao Centro de Treinamento do Corinthians, no Parque Ecológico, o presidente da CBF, José Maria Marin, elogiou o trabalho do treinador, inclusive nos amistosos em solo norte-americano.

“O Mano está fazendo um excelente trabalho, estamos no caminho certo. Fiquei muito feliz com as últimas participações. Perdemos de México e Argentina, não fiquei contente, mas eu fiquei confiante neste grupo”, avaliou Marin, lembrando que mexicanos e argentinos usaram o que tinham de melhor enquanto o Brasil entrou em campo com seu time olímpico.

“Eles (jogadores brasileiros) mostraram futebol excelente e ganhar ou perder faz parte da mecânica. Muitas vezes o time vence, mas não convence, tem umas que perde e sai convincente. Estamos no caminho certo, estamos confiantes, e o próprio povo está vendo essa seleção com mais confiança, é um grupo jovem”, completou o presidente da CBF.

Apesar dos elogios a Mano Menezes, Marin voltou a afirmar que não garante o técnico no cargo. E, desta vez, usou uma comparação curiosa. “Não garanto nada, nem minha mulher. A pergunta foi “garantir”. Depois você (repórter) me diz que não tenho palavra. Você não garante nem a amizade de seu melhor amigo. Pode te aprontar, vai garantir que é leal?”, lembrou, prometendo que o tratamento com Mano é sempre “olho por olho, nada de telefone, de recado”.

Ao exaltar o momento da seleção brasileira, Marin aproveitou para cutucar os medalhões, num recado que pareceu endereçado a Ronaldinho Gaúcho. “Nós não queremos que nenhum jogador, por mais craque que seja, venha vestir a nossa camisa como se tivesse fazendo favor. Tem que se integrar ao grupo, que já está comprometido.”