Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Portugal acredita em vaga e aposta em pressão contra Dinamarca

Derrotada pela Alemanha por 1 a 0 na partida de estreia da Eurocopa, a seleção portuguesa está em situação complicada para conseguir classificação para a fase final. Enfrenta, nessa quarta, a Dinamarca, que venceu a vice-campeã mundial Holanda, pelo mesmo placar. Um bom resultado é obrigação para a equipe lusitana se manter na briga.

Paulo Bento, porém, é otimista com relação à vaga. Na cidade de Lviv, Ucrânia, o treinador de Portugal reafirmou a possibilidade de chegar à próxima fase da competição, apesar do tropeço inicial. ‘Eu continuo acreditando que podemos nos classificar para as quartas de final. Pecamos na parte ofensiva contra a Alemanha, principalmente no primeiro tempo, mas nossa estratégia permanece a mesma: ter equilíbrio em todos os setores e não ficar dependendo de contra-ataques’, assegurou.

Contra a Dinamarca, a equipe estrelada por Cristiano Ronaldo deve encarar um adversário que o próprio Bento qualifica como ‘muito bem organizado e forte nos contragolpes’. Hélder Postiga, atacante do espanhol Zaragoza, diz que Portugal vai precisar pressionar os dinamarqueses para vencer.

‘Eles sabem o que estão fazendo. Nós realmente teremos que colocá-los sobre pressão para conseguir marcar gols’, opinou o jogador, que foi confirmado por Bento na equipe titular depois de ter sido substituído na estreia.

‘Nós vamos marcar. Os gols vão sair se criarmos as oportunidades. Temos que mostrar a mesma disposição da partida contra a Alemanha’, continuou o atleta.

Nas últimas quatro partidas contra a Dinamarca, Portugal obteve apenas uma vitória. A esse respeito, Bento prefere não se prender ao passado, mas vê a vitória conquistada ainda em 2010 positivamente.

‘A partida é outra, com preparaçôes diferentes e sob condições distintas. Enfrentaremos um adversário forte e temos que jogar nosso jogo desde o início. Jogamos duas vezes com a Dinamarca desde que assumi. Vencemos em casa e perdemos fora. Não fizemos jus à nossa qualidade, mas se ganhamos deles uma vez, podemos fazer denovo. Só precisamos fazer gols’, analisou.