Por temor do Mundial Sub-20, Tricolor busca reforços ‘notas 8 ou 9’

Depois das saídas de quatro jogadores, o São Paulo pode ter problemas com o tamanho de seu elenco no Campeonato Brasileiro, já que pelo menos seis atletas podem ser convocados para a disputa do Mundial Sub-20 pela seleção brasileira da categoria. De olho no possível problema, o diretor de futebol do clube, Adalberto Baptista, admite a necessidade de contratações.

‘Acho que dois ou três reforços vão ter que vir, até porque o Lucas pode ir para a seleção principal e outros podem ir para a Sub-20. Vamos ter que preencher as lacunas e, por isso, estou falando muito com o Milton (Cruz, auxiliar e olheiro) e com o Paulo (César Carpegiani). Queremos reforços notas 8 ou 9’, comentou.

O único que o Tricolor admite abertamente o interesse é o zagueiro uruguaio Sebastian Coates, do Nacional-URU. O clube já fez um acordo verbal com o atleta, indicado por Diego Lugano, mas aguarda agora o acerto de investidores com o time uruguaio.

Nas últimas semanas, o São Paulo confirmou as saídas de Fernandão, Cleber Santana, Junior Cesar e Alex Silva. Em breve, Miranda também se despedirá do clube, assim como Rodrigo Souto tem pouca chance de permanecer.

O Tricolor também deve ser desfalcado pela seleção brasileira, seja pela principal ou pela da base. Lucas é cotado para ser chamado por Mano Menezes para a disputa da Copa América. Apesar de ter sido um dos destaques da Sub-20 no Sul-americano, o garoto ficará fora da equipe da base se tiver sua convocação confirmada para o torneio do grupo principal.

Mas há muitos outros são-paulinos com idade de defender a seleção de Ney Franco no Mundial, que será realizado entre julho e agosto, na Colômbia. Bruno Uvini, Casemiro, Henrique e Willian José participaram do Sul-americano e devem ser chamados novamente. Wellington também fazia parte do grupo e só ficou fora do torneio passado porque se recuperava de cirurgia no joelho. Quem pode ser novidade na lista é o zagueiro Luiz Eduardo.

Apesar da possível série de desfalques, o vice-presidente de futebol do Tricolor, João Paulo de Jesus Lopes, demonstra cautela sobre a possibilidade de pedir para Ney Franco não convocar todos os garotos.

‘Podemos conversar, mas tem que ser algo tranquilo, porque não queremos prejudicar nenhum dos jogadores. Eles têm a expectativa de jogar na seleção e seria cruel frustrá-los. E não temos muita expectativa de êxito (em possível pedido à CBF), só esperamos o bom senso dos treinadores’, ponderou.