Por falta de tempo, presidente do Avaí descarta demitir Toninho Cecílio

Faltando 12 jogos para o final do Campeonato Brasileiro, o Avaí tem pouco tempo para emplacar uma reação e evitar a queda para a Série B. Pensando assim, o presidente do clube, João Nilson Zuzino, descarta mudar o comando técnico da equipe, que atualmente pertence a Toninho Cecílio.

‘Nem penso nisso. Se mudar a comissão técnica agora, até o elenco se adaptar, se reencontrar, leva tempo e não temos esse tempo a perder. Não podemos abandonar o barco’, disse o mandatário à Rádio CBN/Diário.

Contratado em 22 agosto, após a demissão de Alexandre Gallo, Toninho Cecílio começou bem, com duas vitórias sob o comando do Leão, inclusive no clássico contra o Figueirense. No entanto, depois vieram dois empates e quatro derrotas, que deixaram a equipe em situação complicada na tabela. Mesmo assim, Zunino elogia o trabalho que está sendo feito.

‘Diante das derrotas o torcedor acha que os jogadores não jogam nada, que a comissão é uma porcaria e que a direção não faz nada.Mas essa comissão é muito boa.’

O Avaí é o vice-lanterna do Brasileirão, com 22 pontos, sete a menos que o Cruzeiro – primeiro clube fora da zona de rebaixamento. O Leão iniciará a tentativa de recuperação no sábado, contra o Bahia, em Salvador.