Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Pinheiros vira série contra Joinville e avança para as semifinais

A noite desta sexta-feira ficou marcada por um feito histórico no basquete nacional. Ao bater o Cia do Terno/Romaço/Joinville, por 73 a 63, no ginásio Henrique Villaboim, em São Paulo, o Pinheiros/Sky se tornou a primeira equipe da história dos playoffs do NBB a conseguir uma virada na série após perder os dois primeiros jogos. Com o resultado, o time paulistano fecha a série melhor de cinco jogos em 3 a 2 e chega às semifinais do torneio.

O cestinha da partida foi o ala Shamell, do Pinheiros, que saiu do duelo com 17 pontos anotados. O ala Marquinhos também teve atuação de destaque ao marcar um double-double de 14 pontos e dez rebotes. Pelo lado catarinense, o armador Kojo Mensah também saiu com um duplo-duplo, com 15 pontos e dez rebotes.

Na semifinal, o Pinheiros enfrenta o Uniceub/BRB/Brasília, atual campeão do NBB, que se classificou ao bater o Bauru por 3 a 0 na série.

No início da partida, ambas as equipes começaram nervosas no confronto. Apesar diso, o time paulista encerrou a primeira parcial vencendo pelo placar de 17 a 12.

Com a entrada de Paulinho Boracini, no segundo quarto, o time da casa aumentou seu ritmo, impondo maior velocidade no jogo, chegando a ter 13 pontos de folga no placar, mas os catarinenses reagiram antes de ir aos vestiários e diminuíram a desvantagem no marcador para sete pontos (32 a 25).

No retorno do intervalo, o Pinheiros voltou a comandar as ações e manteve uma vantagem de 12 pontos durante quase toda a etapa. Somente nos momentos finais o time de Santa Catarina baixou o prejuízo para oito pontos, com 52 a 44.

No último e decisivo quarto, o Pinheiros continuou bem defensivamente e evitou que o Joinville desse sequência à reação. Além disso, os paulistas atacaram bem e abriram folga de 15 pontos (67 a 52).

‘Acho que a gente aprende muito com essa série. Playoffs é um outro campeonato e não entramos nos primeiros jogos com esse espírito’, destacou Paulinho Boracini, do Pinheiros. ‘Ainda temos muito que evoluir se quisermos chegar ao título, mas o mais importante é que cumprimos nosso dever, contra uma equipe que nos deu muito trabalho, como a de Joinville’, prosseguiu o ala/armador.

Mesmo com a eliminação, Shilton, capitão do Joinville, elogiou a atuação de sua equipe. ‘Desde o começo da temporada nossas principais qualidades foram determinação e coração. Nossa equipe foi ganhando força no decorrer da competição e chegamos aos playoffs pensando em vencer jogo a jogo. E fizemos isso nessa série. Esse foi, sem dúvida, um dos melhores times que já joguei na carreira’.