Para Frizzo, novo gerente não resolve todos os problemas do Verdão

O Palmeiras cogita a contratação de um gerente de futebol ainda no final de 2011: o ex-jogador Cesar Sampaio aparece como o grande favorito ao cargo. No entanto, o assunto demanda uma rodada de discussão segundo a versão do vice de futebol do clube, Roberto Frizzo.

‘Não é uma pessoa que vai resolver tudo’, avisou o dirigente, em entrevista à Rádio Bandeirantes nesta quinta-feira. ‘Se essa pessoa chegar, será apenas mais um na engrenagem’, emendou.

A chegada do novo profissional é um pedido do técnico Luiz Felipe Scolari. Ele considera fundamental uma pessoa para fazer o meio-campo entre o elenco e a diretoria, uma função semelhante que era realizada por Toninho Cecílio até o começo do ano passado.

Nos próximos dias, Frizzo assegura que terá uma reunião com o presidente Arnaldo Tirone para falar novamente sobre o assunto. Em todas as entrevistas em 2011, o dirigente sempre discordou sobre a chegada de mais um profissional no departamento de futebol do Verdão.

‘Na conversa com o presidente, vou passar o que vivi até agora no meu trabalho. Quero deixar claro que não estou preocupado com mais um ou menos um no Palmeiras, não tem querer ou não querer, precisamos o ver o que é melhor para o time’, despistou Frizzo.