Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Palmeiras diz que define futuro de Valdivia até sexta

Por Paulo Galdieri

São Paulo – O futuro do meia Valdivia no Palmeiras segue indefinido mesmo após a realização de um reunião nesta terça-feira com César Sampaio na Academia de Futebol. Após o encontro, o gerente de futebol declarou esperar que a situação seja resolvida até sexta-feira, mas admitiu que o chileno pode deixar o clube ao admitir que será difícil segurá-lo se não existir mais o desejo de defender a equipe.

“Não dá para o jogador ficar, depois se arrepender e não ficar com força e a mente voltada parta o clube. Não quero convencê-lo de nada”, declarou Sampaio após se reunir com Valdivia, que foi vítima de um sequestro relâmpago na semana passada, quando estava acompanhado da sua esposa.

O dirigente, ressaltou, porém, ser praticamente impossível que Valdivia deixe o Palmeiras gratuitamente, sem que o clube receba uma compensação financeira. “Ele tem um contrato. E isso é uma questão que os departamentos jurídico e financeiro vão resolver.Acho muito difícil que possa liberá-lo de graça”, comentou.

Após o sequestro relâmpago, Valdivia seguiu para o Chile com a sua família, que permanece no país, enquanto ele retornou na segunda-feira. Na reunião, de acordo com Sampaio, o jogador reiterou que a sua esposa não deseja mais continuar no Brasil, o que poderia pesar na sua decisão de sair do Palmeiras.

O dirigente também explicou que o Palmeiras colocou um psicólogo e um segurança à disposição de Valdivia. Com a situação do jogador indefinida, o irmão e o pai do chileno virão ao Brasil nos próximos dias, quando vão se encontrar com a diretoria do Palmeiras.

Sampaio também revelou que Valdivia estava muito abatido. “Ele está muito mal. Até me surpreendi, achei que ele estaria um pouco melhor, com a fisionomia abatida e muito ruim”, comentou.