Palmeiras decepciona e perde em casa para o Nacional

Equipe brasileira acerta bola na trave nos acréscimos, mas não consegue evitar derrota por 2 a 1; resultado deixou time uruguaio na liderança do Grupo 2 da Libertadores

Como aconteceu diante do Rosario Central, na semana passada, o Palmeiras teve um jogo eletrizante na noite desta quarta-feira, com emoção até o último minuto. Desta vez, porém, sem ter motivos para sorrir. Derrota por 2 a 1 para o Nacional, do Uruguai, no Allianz Parque, pela Libertadores. O resultado decepcionou os mais de 37 mil torcedores que foram ao estádio e tirou a equipe brasileira da liderança do Grupo 2, que agora tem o próprio Nacional na ponta.

O jogo – A equipe uruguaia complicou o jogo para o Palmeiras em apenas três minutos no primeiro tempo, quando marcou duas vezes, aos 37 e 40 minutos, e abriu uma enorme vantagem de 2 a 0. No primeiro gol, Nico López recebeu no meio da área e teve tranquilidade de driblar Fernando Prass antes de finalizar. Em seguida, nova pane da defesa palmeirense: Barcia aproveitou lançamento e, livre, chutou forte na saída do goleiro.

O drama do time da casa diminuiu um pouco depois que o Nacional ficou com um a menos, aos 43. O lateral Fucile foi expulso por falta dura em Gabriel Jesus. Nos acréscimos do eletrizante primeiro tempo, o jovem atacante do Palmeiras descontou aproveitando uma sobra dentro da área.

Com um a mais durante todo o segundo tempo, a equipe brasileira pressionou e transformou a partida em um jogo de ataque contra defesa. Abusando da cera e das reclamações, o Nacional segurava o resultado. O time uruguaio ainda teve um segundo expulso nos acréscimos, o brasileiro Léo Gamalho, por acertar Egídio. Aos 49, um lance incrível: após cobrança de falta para a área, a bola sobrou para o lateral Lucas, que acertou a trave. Prass estava na área para tentar salvar o time mais uma vez. Desespero sem fim até os últimos minutos e que não adiantou de nada. O Palmeiras mais uma vez não fez a sua parte.

(Com Estadão Conteúdo)