P. Campos espera duelo ‘interessante’ com o também ameaçado Salgueiro

A partida entre Duque de Caxias e Salgueiro, nesta terça-feira, em Volta Redonda (RJ), marca o encontro entre as duas piores equipes da Série B. Enquanto o clube carioca é lanterna da competição, o Carcará está uma posição acima. Para o comandante do Duque, Paulo Campos, a necessidade de recuperação dos dois times torna o duelo interessante.

‘Vai ser interessante, porque são as duas equipes que estão na parte debaixo da tabela. E é um jogo que vai mostrar a força de um ou do outro. Os dois times vão tentar a vitoria, pois enquanto eles [Salgueiro] vão tentar se aproximar do 18colocado [o Guarani], nós buscamos nos aproximar deles também’, explicou, em contato telefônico com a GE.Net.

Apesar de ter conseguido cinco dos nove pontos do Duque na Série B, Paulo Campos não tirou a equipe carioca da lanterna da competição. Ainda assim, o comandante não pensa na possibilidade de deixar a equipe.

‘A única coisa que não me preocupa é isso [uma possível demissão]. Vim em um momento já perigosíssimo, e treinador não existe prazo. O que dita é o trabalho, não tem nada que me preocupe sobre resultados, quero ajudar e acho que estou sendo feliz. Tenho muita experiência para lidar com isso e não me preocupo não’, completou.

Para livrar-se do rebaixamento, o Duque precisa melhorar muito seu aproveitamento na Série B: sua distância para o Vila Nova, primeira equipe fora da zona de rebaixamento, é de 15 pontos – seis mais que a pontuação da equipe em todo o campeonato.

O Salgueiro, também, não está em uma situação confortável, já que o time pernambucano tem 16 pontos e está a oito do Vila. A partida entre os desesperados está marcada para as 20h30 (de Brasília).