Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Oswaldo atribui derrota do Bota a duas belas falhas de sua defesa

Os dois gols marcados pelo argentino Hernán Barcos, nesta quarta-feira, foram dotados de uma beleza plástica incontestável a abriram caminho para o Palmeiras conseguir a sua classificação para a próxima fase da Copa Sul-americana. Os golaços que construíram a vitória por 2 a 0 sobre o Botafogo deixaram a torcida alviverde efusiva na Arena Barueri, mas transformaram o humor do técnico Oswaldo de Oliveira em um pessimismo exacerbado.

O treinador não aprovou o comportamento de seus jogadores durante os 90 minutos do jogo de ida do torneio continental e fez duras críticas ao posicionamento dos atletas encarregados da marcação adversária. Para o comandante, os gols anotados por Barcos só foram tão bonitos aos olhos do torcedor palmeirense, porque a defesa alvinegra contribuiu e muito para que o argentino tivesse espaço e tranquilidade para balançar as redes.

‘Os gols do Palmeiras surgiram de duas belas falhas da nossa defesa. Nós normalmente teríamos que impedir a facilidade que o Barcos teve para finalizar. Nós não tivemos essa facilidade no ataque e por isso não conseguimos chegar ao gol. A defesa deles foi muito mais agressiva do que a nossa deveria ter sido’, avaliou o desconfortável técnico alvinegro.

A insatisfação de Oswaldo com os seus jogadores de defesa não foi o único ponto abordado durante a sua saída da Arena Barueri. O técnico também não poupou os atletas encarregados de comandar o setor ofensivo de sua equipe e também lamentou as chances que o Botafogo perdeu no ataque. A ineficiência dos cariocas no ataque poderá inclusive custar a vaga do clube na próxima fase, uma vez que o Palmeiras tem a vantagem de empatar ou até mesmo perder por um gol de diferença no jogo de volta.

‘O segundo tempo foi bem equilibrado e nós tivemos a chance de fazer o gol novamente. Somando o jogo todo, o predomínio e as situações foram mais favoráveis ao Botafogo. Foi uma questão de felicidade e infelicidade, sendo que o Palmeiras foi bem mais feliz. O atacante deles foi mais competente que o nosso e isso determinou a nossa derrota’, concluiu.