Oscar Pistorius é condenado a cinco anos de prisão

Pena por homicídio culposo é menor do que a pedida pela promotoria, de 10 anos. Atleta sul-africano matou a namorada a tiros em 14 de fevereiro de 2013

O atleta sul-africano Oscar Pistorius foi condenado a 5 anos de prisão pela morte de sua namorada, a modelo Reeva Steenkamp. A sentença da juíza Thokozile Masipa saiu nesta terça-feira, em Pretoria, mais de um mês depois de Pistorius ter sido inocentado pelo crime de assassinato premeditado. Condenado por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar, Pistorius poderia pegar desde a pena máxima de 15 anos até a liberação sob pagamento de fiança. A promotoria pedia 10 anos de prisão para o reú e a defesa queria a prisão domiciliar e serviços comunitários.

Leia também:

Pais de modelo morta devolverão a mesada a Pistorius

Pistorius é inocentado da acusação de crime premeditado

Antes de proferir a sentença, a juíza afirmou que, apesar de ter sido auxiliada por assessores, a decisão final era unicamente sua. Masipa justificou a pena de 5 anos de prisão pela gravidade do delito e pelo grau de negligência de Pistorius ao abrir fogo dentro da casa em que vivia com a modelo. “Dar uma sentença é tentar encontrar um equilíbrio certo”, ponderou. “Uma sentença sem custódia enviaria uma mensagem errada para a sociedade, mas uma sentença longa não seria apropriada”, afirmou Masipa.

Crime – O astro paralímpico Pistorius matou a então namorada Reeva Steenkamp com quatro tiros em 14 de fevereiro de 2013, dia dos namorados na África do Sul. Em sua defesa, o atleta declarou ter disparado ao confundir a ex-namorada com um ladrão em sua casa, em Pretória.

(Com agência EFE)