Organização do Dakar trabalha três dias para elaborar quinta etapa

Conhecido como o rali mais difícil do mundo, o Dakar também apresenta nível de exigência alto aos organizadores. O diretor da prova, David Castera, passou o mês de setembro elaborando o percurso que os competidores farão na próxima etapa da competição. Apenas para definir o trajeto da quinta etapa, em Fiambalá, na Argentina, foram três dias de trabalho.

‘Posso dizer que nos três anos que passamos por elas a junção de areia fofa com o forte calor já é um enorme desafio. Em janeiro de 2010, por exemplo, foi a etapa que mais tirou brasileiros da prova. Sem dúvida, já dá para ficar ansioso para conhecer o trajeto só de acompanhar esses comentários dos organizadores’, disse André Azevedo, piloto do caminhão da Equipe Petrobras Lubrax.O francês Jean-Pierre Fontenay, bicampeão do Dakar, foi um dos pilotos que participaram do reconhecimento do percurso e precisou de reparos mecânicos em seu carro para continuar.

‘Com certeza a próxima edição do Dakar será tão exigente quanto foi anteriormente. A etapa de Fiambalá costuma ser curta, mas também bem dura e neste ano ela será realizada no início da competição’, explicou Jean Azevedo, irmão e companheiro de equipe de André.

O Rally Dakar 2012 será realizado entre os dias 1e 15 de janeiro. A largada será em Mar Del Plata, na Argentina, e os competidores também atravessarão o Chile antes de chegar ao Peru para receber a bandeira quadriculada após quase 9 mil km.