Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

No último treino, Brasil ensaia faltas, pênaltis e finalizações

Além do rachão em campo reduzido, Felipão deu muita atenção à bola parada

Depois de exibir muita confiança para a estreia na Copa do Mundo e de mostrar bom entrosamento no discurso antes da partida, o técnico Luiz Felipe Scolari e o craque Neymar acabaram revelando uma das armas em que a seleção brasileira aposta para superar a Croácia, na quinta-feira, em São Paulo. No treino realizado depois da entrevista coletiva da dupla, a comissão técnica reservou atenção especial às bolas paradas, principalmente as cobranças de falta na entrada da área. O próprio Neymar mais David Luiz, Daniel Alves, Willian e Marcelo aperfeiçoaram suas cobranças. Em seguida, Felipão também pediu a alguns de seus atletas que treinassem batidas de pênalti – Oscar e Fred foram chamados a ensaiar os tiros da marca de cal, mas Neymar deve ser o batedor oficial (e ele errou duas cobranças no treinamento).

Leia também:

Felipão e Neymar chamam torcida em SP: ‘Chegou a hora’​

Felipão e Neymar mostram seu entrosamento no Itaquerão

Pressão, vaias, ansiedade? A seleção diz estar preparada

Na seleção de Felipão, o treino mais importante é… no divã

Os 23 convocados de Felipão, um Brasil que sabe vencer

Dez anos depois, Felipão reedita sua empreitada patriótica

Enquanto isso, do outro lado do gramado, os demais jogadores participavam de um rachão em campo reduzido. Para melhorar a pontaria antes da estreia, Felipão encerrou a derradeira sessão preparatória para o duelo de abertura da Copa com um treino de finalização, que reuniu quase todas as opções disponíveis para o setor ofensivo: os titulares Fred e Neymar e os reservas Bernard, Willian e Jô participaram da atividade. Depois do amistoso contra a Sérvia, na sexta passada, em São Paulo, Felipão já havia avisado que treinaria mais as jogadas de bola parada – e também havia revelado certa preocupação com o aproveitamento das chances de gol do Brasil. A seleção inaugura a Copa do Mundo de 2014 na quinta, às 17 horas (de Brasília), no Itaquerão, estádio que recebeu a equipe pela primeira vez nesta quarta – e que mereceu elogios de Felipão (“Está muito bonito”, disse o treinador).