No casamento de Messi, em junho, Neymar já pensava em ir ao PSG

Revelação foi feita neste sábado pelo zagueiro Piqué, do Barcelona, que disse ter tentado sua última cartada para brasileiro ficar ao postar tuíte polêmico

O zagueiro Gerard Piqué, do Barcelona, revelou neste sábado que desde o casamento de Lionel Messi, em Rosário (Argentina), no dia 30 de junho, já sabia que o atacante Neymar deixaria o time catalão rumo ao Paris Saint-Germain. O tuíte com a mensagem “se queda”(ele fica, em espanhol), que o zagueiro postou pouco antes de o brasileiro fechar com o time francês, foi a “última bala” para tentar fazer o brasileiro mudar de ideia e continuar no time.

“No casamento de Messi, ele já tinha a ideia de ir. Depois começou a pré-temporada e a mensagem era a mesma, que ele iria. Um grupo de jogadores tentou convencer que ele ficasse”, comentou Piqué na entrevista coletiva antes do jogo de ida da Supercopa da Espanha, no domingo, contra o Real Madrid.

“No dia que escrevi o tuíte, eu sabia que ele iria, mas era minha última chance, usar as redes sociais para a opinião pública achar que ele ficaria e tentar convencê-lo disso”, explicou. Piqué reconheceu que Neymar se irritou com o fato, mas que já se resolveram quanto ao tema. Piqué insistiu que não se arrepende de ter feito a publicação, porque estava tentando “manter o jogador que para mim é único, com um talento único. “”Sabia que era difícil, porque era uma decisão que já tinha tomado há um tempo, mas pelo menos eu tentei”, acrescentou.

“Certamente, ele tem seus motivos, não sei se são econômicos ou para ser o melhor do mundo em outro time. Acho que não temos que julgar. Ele tomou a decisão, uma decisão corajosa, e ele passou quatro anos aqui com um rendimento extraordinário. Temos que ficar com isso”, concluiu o zagueiro.

(Com France Presse)