Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Neymar repete a dose e já faz jus à camisa 10

O cara do dia

Vários aspectos do dia de Neymar se repetiram na abertura da Copa das Confederações, em Brasília, e na segunda partida da seleção no torneio, nesta quarta, em Fortaleza. A começar pela recepção calorosa do torcedor – os dias turbulentos em que o jovem craque era chamado de “amarelão” e “pipoqueiro” pelo próprio torcedor brasileiro parecem ter ficado para trás. Idolatrado pelo público que foi à Arena Castelão, o atacante retribuiu o carinho abrindo o placar logo no início do jogo contra o México, assim como na partida com o Japão. Neymar também sofreu faltas duras, deu dribles estonteantes, procurou o jogo e chamou a responsabilidade. No fim, foi eleito o melhor em campo, de novo – e, assim como no sábado, apareceu na entrevista coletiva mancando, alarmando todos que viam o jogador se arrastando para caminhar. Outra vez, porém, Neymar avisou que foram dores normais de um jogo muito pegado – e que ele tem presença garantida no clássico de sábado, em Salvador, contra a Itália. Por enquanto, a campanha do ídolo é irrepreensível no torneio. Quem esperava havia muito tempo que Neymar se transformasse de vez no grande nome da seleção brasileira está adorando ver Neymar em ação na Copa das Confederações. E, pelo visto, ele também está gostando do que anda fazendo com a camisa 10.

(Giancarlo Lepiani, com fotos de Ivan Pacheco, de Fortaleza)

Leia também:

Torcida empurra, Neymar decide, Brasil despacha México

Para Felipão, o primeiro gol foi da torcida, cantando o Hino

Polícia e manifestantes entram em confronto antes de jogo