Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Neozelandeses levam ouro no double-skiff; argentinos do Vasco ficam em 4º

Londres, 2 ago (EFE).- A final do double-skiff do remo masculino dos Jogos Olímpicos de Londres, disputada nesta quinta-feira em Eton Dorney, foi vencida pelos neozelandeses Nathan Cohen e Joseph Sullivan que conseguiram a primeira medalha de ouro no remo para seu país desde Sydney 2000.

A prata ficou com os italianos Alessio Sartori e Romano Battisi, enquanto os eslovenos Luka Spik e Iztok Cop terminaram em terceiro.

A dupla eslovena soma sua terceira medalha olímpica após os ouros obtidos em Sydney 2000 e Atenas 2004. Para Cop, que começou sua participação nos Jogos Olímpicos de Barcelona, esta foi a quarta medalha, o tornando o esloveno mais premiado da história dos Jogos.

Os argentinos e remadores do Vasco da Gama, Ariel Suárez e Cristian Rosso, ficaram com a quarta colocação. Os atletas do remo vascaíno se classificaram com o melhor tempo das semifinais, mas acabaram fora do pódio por uma diferença de dois segundos em relação à dupla vencedora.

Já na categoria quatro sem leve, a embarcação da África do Sul, integrada por James Thompson, Matthew Brittain, John Smith e Sizwe Ndlovu, ganhou o primeiro ouro da história do continente africano no remo. Completaram o pódio as equipes da Grã-Bretanha e Dinamarca, prata e bronze respectivamente.

Os Estados Unidos também triunfaram nesta quinta-feira em Eton Dorney. Erin Cafaro, Zsuzsanna Francia, Esther Lofgren, Taylor Ritzel, Meghan Musnicki, Eleanor Logan, Caroline Lind, Caryn Davies e Mary Whipple (timoneira) integraram a equipe na categoria oito com feminino. A equipe agora é bicampeã olímpica e segue invicta desde o Mundial de 2006.

O Canadá, atual vice-campeão mundial, ficou com a medalha de prata. O bronze foi para o barco da Holanda. EFE