Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Necessitando de uma vitória contra o Botafogo, Galo prega respeito ao rival

Ainda correndo risco de ser rebaixado, o Atlético-MG precisa somar pontos na partida do próximo domingo, contra o Botafogo, para se livrar matematicamente da degola sem depender de outros resultados. Porém, mesmo com o jogo marcado para a Arena do Jacaré, a tarefa do Galo não será fácil, isso porque, historicamente a equipe carioca costuma dar muito trabalho para os atleticanos.

Se levarmos em conta o retrospecto recente, desde 2001, são 22 confrontos sendo que o Atlético-MG levou a melhor uma única vez. Nesta temporada já foram três duelos, dois pela Sul-americana e um pelo Brasileiro, e o Galo perdeu todos. O atacante Neto Berola espera um triunfo mineiro, mesmo sabendo das dificuldades e dos últimos resultados contra o Botafogo, que não tem sido dos melhores.

‘É um grande time, apesar das derrotas que vêm acontecendo com o Botafogo. Temos que ter cuidado. Eles têm grandes jogadores, mas, jogando dentro de casa, dificilmente, a gente sai com a derrota. Nesse segundo turno a gente não perdeu nenhuma dentro de casa. É só manter, manter o foco na partida, saber o que vai fazer dentro do jogo, como a gente está fazendo, que vamos sair com uma boa vitória’, frisou.

Se o Botafogo mantiver o tabu e derrubar o Galo na Arena do Jacaré, mesmo assim, o Atlético-MG poderá chegar para o clássico contra o arquirrival Cruzeiro, na última rodada, matematicamente garantido na elite do futebol brasileiro, bastando para isso, que Atlético-PR e América-MG que se enfrentam, fiquem no empate.

Se a igualdade ocorrer, o Furacão alcançaria no máximo 42 pontos, e assim já seria mais um dos rebaixados, juntando-se ao Avaí e ao próprio América-MG, já que o número de vitórias do time paranaense é inferior ao dos concorrentes diretos. Como Ceará e Cruzeiro jogam entre si, os dois clubes não conseguem superar o Galo ao mesmo tempo.