Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Na estreia do UFC na Suécia, nenhum brasileiro vence

O sueco Alexander Gustafsson derrotou Thiago Silva na luta principal. O policial do Bope Paulo Thiago foi derrotado com direito a incrível nocaute

O UFC estreou na Suécia neste sábado. E Alexander Gustafsson não decepcionou a torcida: no confronto mais aguardado da noite, o sueco derrotou o brasileiro Thiago Silva. Apesar de ter passado um ano suspenso por doping, Thiago conseguiu segurar a luta até o terceiro round, mas os juízes deram a vitória a Gustafsson, que foi superior ao brasileiro durante toda a luta. A noite, aliás, não foi das melhores para o Brasil: os três lutadores do país escalados para o evento foram derrotados.

Lutando em casa, com a torcida enlouquecida gritando seu nome, Gustafsson começou melhor e conseguiu derrubar Thiago ainda no primeiro minuto, mas o brasileiro se recuperou e foi mais cauteloso em seus ataques. Com uma envergadura maior, Gustafsson não teve dificuldades para acertar seu rival, enquanto o brasileiro tentava uma brecha para encaixar os golpes. Além de Thiago, Diego Nunes e Paulo Thiago também perderam – o último, com direito a um incrível nocaute em pouco mais de 40 segundos de luta. Embora os confrontos da noite tenham começado recheados de finalizações, os últimos embates foram decididos justamente por belos nocautes.

A segunda luta mais esperada foi entre Brian Stann, que defendeu os Estados Unidos na Guerra do Iraque, e o italiano Alessio Sakara, na categoria dos médios, que tem o brasileiro Anderson Silva como campeão. Com os americanos Tito Ortiz e BJ Penn na plateia, Stann começou melhor, conseguiu encaixar bons socos, mas percebeu que seu adversário apagou e, demonstrando fair play, parou de bater.Depois de perder para Chael Sonnen, em 2011, Brian Stann agora tem onze vitórias em seu cartel. O confronto entre Brasil e Afeganistão durou pouco mais de 40 segundos. O brasileiro Paulo Thiago, que é policial do Bope de Brasília, partiu para cima de Siyar Bahadurzada e, de contragolpe, levou um soco no queixo, caindo de cara no chão. Thiago ficou desacordado no octógono e precisou ser levantado pela equipe médica – o golpe foi tão forte que Bahadurzada afirmou que pode ter quebrado a mão. Já o gaúcho Diego Nunes perdeu por pontos para o alemão Dennis Siver, na categoria peso-pena. O confronto começou morno, com os adversários se estudando e trocando alguns golpes em pé. Siver foi mais agressivo, enquanto Nunes tentava acertar chutes rodados e algumas joelhadas. Leia também: – UFC: lutadores imitam ‘discurso de boleiro’ e só se repetem – Antes de socos e pontapés, show começa fora do octógono